Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
A Linha do Oeste deve ser requalificada?
Até Caldas da Rainha
Até Leiria
Em toda a extensão
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 213 Director: Mário Lopes Sábado, 1 de Setembro de 2018
minorsal.saúde
Estratégia alimentar de redução de sal da ARS do Centro tem taxa de cobertura perto de 100%
  
                                     Cartaz
Uma das estratégias regionais de promoção da alimentação saudável desenvolvida pelo Departamento de Saúde Pública da Administração Regional de Saúde do Centro (ARSC), designada minorsal.saúde, está prestes a atingir uma cobertura na ordem dos 100%, de acordo com dados do Plano Regional de Saúde (PRS) da Região Centro 2018-2020 agora divulgado (www.arscentro.min-saude.pt). Constituída pelos projetos pão.come e sopa.come, a estratégia, que visa a redução gradual do sal na confeção do pão e da sopa, tem o objetivo de melhorar os indicadores de saúde no que se refere às doenças cardio e cérebro vasculares da população da região de saúde do Centro.

   Em 2017, a taxa de cobertura do projeto pão.come na população da região de saúde Centro atingiu os 97%, enquanto que o sopa.come obteve uma cobertura de 87% nas escolas do 1.º, 2.º e 3.º ciclo do ensino básico. Para 2020, o DSP da ARSC espera alcançar uma cobertura de 100 e 88 por cento respetivamente.

   Desenvolvido desde 2007, o projeto de intervenção comunitária pão.come contabiliza agora mais cerca de 1000 estabelecimentos ligados à indústria da panificação, distribuídos por 76 concelhos, e abrange 1,6 milhões de pessoas. Tem como parceiros a Fundação Portuguesa de Cardiologia, a Associação do Comércio e Indústria da Panificação, Pastelaria e Similares e o grupo AUCHAN; envolve padeiros e uma vasta equipa de profissionais de Saúde Pública e técnicos de laboratório.

   Este projeto tem vindo a utilizar uma metodologia gradativa de diminuição do teor de sal no pão, sendo a meta proposta, e já atingida, numa grande parte dos estabelecimentos, de 0,8g de NaCl por 100g de pão. Iniciado há sete anos, o sopa.come tem como parceiros as 7 maiores empresas nacionais de restauração coletiva – ITAU, GERTAL, UNISELF, ICA, EUREST, SUCH e SOLNAVE. A articulação entre o DSP da ARSC e estas empresas tem permitido desenvolver uma intervenção alimentar estratégica em conjunto que, na atualidade, abrange milhares de crianças, pessoas ativas e idosos.

   Fonte: GRPC|ARS|Centro
01-09-2018
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
De que matéria se faz esta cidade?
Jorge Mangorrinha
A Guida fugiu com um rapazola ou o pé da Luizinha Carneiro
Fleming de Oliveira
Peso das mochilas não provoca escoliose
Dr. Nuno Neves
Explosão tecnológica abre a porta à inteligência artificial
Joaquim Vitorino
Não se esforce em demasia: dores nos pés podem ser sinal de fasceíte plantar
Drª Fátima Carvalho
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o