Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Como classifica o nível da pandemia em Portugal?
Normal que haja surtos pontuais
Anormal e a culpa é do Governo
Anormal e a culpa é do comportamento das pessoas
Não sei
Edição Nº 233 Director: Mário Lopes Segunda, 8 de Junho de 2020
Com a presença do secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e Ordenamento do Território
Centro Municipal Florestal de Torres Vedras inaugurado para gerir ativo de 10 mil hectares
   
           Inauguração do Centro Municipal Florestal
O Centro Municipal Florestal de Torres Vedras foi inaugurado no dia 5 de junho. Este equipamento, que vai funcionar no antigo edifício da empresa Macieira, no Maxial, irá concentrar vários serviços e meios associados ao setor florestal.
 
   A inauguração contou com a presença do secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território, João Catarino, do presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Carlos Bernardes, e do presidente da Junta de Freguesia de União das Freguesias de Maxial e Monte Redondo, Celso Carvalho.

   Na ocasião, o secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território destacou a importância da descentralização de serviços das sedes de Concelho para as freguesias, referindo que este é um excelente exemplo de parceria entre um município e uma freguesia.

   Já o presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras sublinhou a importância do ativo florestal do ponto de vista económico, num Concelho que conta com cerca de 10 mil hectares de floresta. Para além da vertente económica e social, o autarca realçou também o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido para que Torres Vedras possa contribuir para o desenvolvimento sustentável ao nível das florestas.

   O presidente da Junta de Freguesia de União das Freguesias de Maxial e Monte Redondo afirmou que a transferência dos serviços ligados ao setor florestal para aquela freguesia fazia todo o sentido, uma vez que as freguesias de União das Freguesias de Maxial e Monte Redondo, de Ramalhal e de União das Freguesias de Campelos e Outeiro da Cabeça representam a maior mancha florestal do distrito de Lisboa, com uma área de cerca de 6.500 hectares.

    O Centro Municipal Florestal vai, assim, funcionar num edifício que já era propriedade do Município e que foi alvo de uma intervenção. Neste espaço, o Gabinete Técnico Florestal irá desenvolver o seu trabalho em maior proximidade com o território rural e com atendimento diário à comunidade. Os Sapadores Florestais de Torres Vedras irão igualmente dispor de um espaço próprio, assim como de outros equipamentos associados à gestão florestal. No Centro Municipal Florestal ficará também sediada a AFLOESTE - Associação Interprofissional da Floresta do Oeste.
 
    Fonte: AC|CMTV
08-06-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Estatuária, Memória e Democracia
Leonor Carvalho
As grandes epidemias da História
Joaquim Vitorino
Dever de informar
Carlos Bonifácio
A Pandemia… dos ignorados
Dr. Joaquim Brites
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o