Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
O PS merece ter maioria absoluta nas eleições legislativas?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 222 Director: Mário Lopes Quinta, 23 de Maio de 2019
CDU promoveu comício-festa na Marinha Grande
João Ferreira: “PS, PSD e CDS defendem
os interesses de Bruxelas em Portugal”
   
                        João Ferreira
A CDU organizou um comício-festa de âmbito distrital, no dia 21 de maio, na Praça Stephens na Marinha Grande, juntando, segundo a organização, cerca de 400 pessoas.

    A festa teve início com música popular e canção de intervenção protagonizadas por Catarina Moura, Manuel Pires da Rocha e Luís Pedro Madeira.

   Seguiram-se as intervenções de Isabel Freitas, presidente de Junta de Freguesia da Marinha Grande, João Delgado, candidato da CDU ao Parlamento Europeu (PE) oriundo do distrito de Leiria, Mariana Silva, candidata da CDU ao PE indicada pelo Partido Ecologista "Os Verdes" e, a finalizar, João Ferreira, primeiro candidato da lista da CDU ao Parlamento Europeu.

   Na sua intervenção João Ferreira procurou demonstrar que “o trabalho da CDU não tem qualquer paralelo no Parlamento Europeu. Quando em 2017 o povo da Marinha Grande e o País viram horrorizados arder a maior mata pública de Portugal, essa jóia da coroa que era a Mata do Rei, lá estivemos no PE a defender apoios extraordinários para o nosso País, lá estivemos a questionar a Comissão Europeia sobre as medidas de apoio às corporações de bombeiros e ao tecido empresarial afetado.”

   Contudo, “já lá tínhamos estado antes, na denúncia da primeira medida que tomou a então ministra Assunção Cristas, retirar 150 milhões de euros do PRODER para a floresta que tanta falta faziam e fizeram. Só mesmo por muita falta de vergonha é que se pode ouvir hoje os candidatos do PSD e do CDS reclamar contra as taxas de execução do PDR 2020”, criticou.

  
            Dirigentes do PCP e do PEV presentes no palco
Por outro lado, “combatemos uma política agrícola que promoveu as monoculturas, política decidida ao nível da EU, a famosa Política Agrícola Comum (PAC), que canalizou os apoios para o grande agronegócio e destruiu mais de 400 mil explorações agrícolas, sobretudo pequenas e médias explorações e de agricultura familiar. A PAC deixou mais de 700 mil hectares de superfície útil como pasto para a chama dos incêndios”, denunciou.

    Sempre ao ataque, João Ferreira defendeu que foi a CDU “a denunciar o esvaziamento do Ministério da Agricultura e o fim do corpo de guardas florestais e a redução até um mínimo impraticável dos trabalhadores do Pinhal de Leiria, a mando da UE que abomina as estruturas públicas de apoio à agricultura. Assim como fomos nós que denunciámos e mobilizamos as populações contra o encerramento dos serviços públicos no mundo rural, que levaram centenas de milhares de pessoas a abandonar as suas terras, provocando o despovoamento com as dramáticas consequências que hoje se conhecem.”

   Fomos e somos nós que defendemos o apoio à pequena e média agricultura, o apoio à floresta autóctone, com garantia de rendimento justo para os agricultores e produtores florestais como uma medida essencial para o desenvolvimento do mundo rural.

   O eurodeputado da CDU lembrou ainda que “fomos e somos nós que defendemos medidas consequentes no domínio do combate e da adaptação às alterações climáticas” e que “todos agora falam de alterações climáticas em tempo de campanha eleitoral, é tempo de deixar os slogans e ir às propostas concretas como fez a CDU, com a proposta do alargamento da diretiva das emissões industriais, acabando com as emissões que estão hoje no mercado de carbono”, defendendo que, “se querem diminuir as emissões de gases poluentes, não aproveitem essas emissões para fazer negócios com elas, incluam-nas na legislação que determina a redução dessas emissões.”

   João Ferreira criticou duramente os partidos à sua direita, afirmando que “para defender os interesses de Bruxelas em Portugal já lá temos os deputados do PS, do PSD e do CDS. Bem podem agora vir atirar culpas uns sobre os outros sobre as dificuldades com que se debate a nossa floresta. A verdade é que todos têm culpa no cartório, seja por aquilo que fizeram cá ou pelo que fizeram no PE ou pelo que não fizeram cá e pelo que não fizeram no PE, nomeadamente, apoiando muitas das propostas e iniciativas apresentadas pelos deputados da CDU.”

   
             Apoiantes da CDU presentes na praça Stephens
E garantiu que “aquilo que aqui dizemos em relação à floresta podíamos dizer em relação a outras áreas, como por exemplo os transportes ou a ferrovia. Quem foram os governos que desinvestiram na Linha do Oeste? Governos de PS, PSD e CDS. Quem foram os que decidiram diminuir os horários até que praticamente eles deixassem de servir os interesses e as necessidades das populações: PS, PSD e CDS. Quem encerrou as estações e apeadeiros, retirando serviços às populações? PS., PSD e CDS. Quem desaproveitou os fundos estruturais que os deputados da CDU demonstraram, questionando a Comissão Europeia, que existiam e existe para investir na Linha do Oeste: PS., PSD e CDS.”

   Para João Ferreira, as divergências esgrimidas na campanha eleitoral por PS, PSD e CDS são artificiais: “Na hora da verdade, PS, PSD e CDS estiveram sempre juntos”, lembrando a cumplicidade destes partidos nos processos de privatização das grandes empresas públicas nacionais, nomeadamente, a Sorefame, produtora de carruagens de comboios, ou a Covina, a única produtora de vidro plano em Portugal e que desde 2010 foi encerrado, servindo as suas instalações em meros armazéns do vidro produzido noutros países.

   João Ferreira assumiu a defesa da produção nacional, assegurando que “Portugal não é um País pobre, é um Pais que foi empobrecido, mas que tem recursos bastantes na agricultura, nas pescas, na floresta, na indústria para dar um grande contributo para o desenvolvimento do País”, pedindo a todos para darem o seu contributo para a defesa e reforço da CDU no dia 26 de maio, na eleição para o Parlamento Europeu.

   Mário Lopes
23-05-2019
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Feira de São Bernardo, Casal Gregório e arranjos exteriores das antigas escolas primárias de Alcobaça
Carlos Bonifácio
Saiba como ganhar dinheiro nas Apostas Desportivas a longo prazo
Por PTAposta
10 cuidados a ter este verão para prevenir infeções nos pés
Dr. Francisco Freitas
Entenda porque a Bettilt é a melhor Casa de Apostas em Portugal
Por Bettilt
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o