Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
O Governo deve fazer mais para combater as alterações climáticas?
Sim
Não
Não sei/talvez
Edição Nº 228 Director: Mário Lopes Domingo, 12 de Janeiro de 2020
Secretário de Estado Adjunto e da Educação inaugurou o edifício
Câmara da Marinha Grande investe 420 mil €
na requalificação da Escola Básica da Moita
   
                    João Costa inaugurou o edifício requalificado
O novo edifício da Escola Básica da Moita foi inaugurado esta segunda-feira, 6 de janeiro, após a realização das obras de requalificação levadas a cabo pela Câmara Municipal da Marinha Grande, na sequência de um investimento de cerca de 420 mil euros.

   A cerimónia contou com a presença do secretário de Estado Adjunto e da Educação, João Costa, que elogiou o trabalho do Município que suportou integralmente o investimento na requalificação do espaço e salientou “as mais de 500 obras em escolas que conseguimos pôr no terreno nos últimos anos, numa grande parceria com as Câmaras Municipais”. O governante admitiu que “os alunos aprendem melhor quando não têm frio, quando têm um espaço propício à aprendizagem. Os professores dão aulas com mais gosto numa escola nova”.

   João Costa lembrou os alunos da Escola Básica da Moita que, no Dia de Reis, era um excelente presente receber uma escola nova, que todos têm agora de preservar e cuidar.

   A presidente da Câmara Municipal da Marinha Grande, Cidália Ferreira, mostrou-se orgulhosa “pelo trabalho de proximidade entre o Município e o Governo ao nível da educação” e pela presença do Secretário de Estado que veio testemunhar as condições e o trabalho daquele estabelecimento de ensino.

   Cidália Ferreira recordou o pedido de melhoria das instalações da escola pela associação de pais, enquanto ainda era vereadora da educação, no anterior mandato. Dada a constatação da necessidade de reabilitar e aumentar as instalações, procedeu-se à elaboração do referido projeto que resultou na atual escola nova “adaptada às exigências de um concelho inovador, que nos projeta para além das nossas fronteiras”. Segundo a presidente, “o investimento municipal em escolas básicas, jardins de infância e outras estruturas de apoio ao ensino é uma linha que seguiremos sempre porque queremos proporcionar às nossas crianças as melhores condições de aprendizagem.”

   O diretor do Agrupamento de Escolas Marinha Grande Poente, Cesário Silva, agradeceu ao corpo docente e não docente da escola, pelo trabalho desenvolvido diariamente e aos pais e encarregados de educação “pela confiança que têm depositado na autarquia e nesta confiança de que, com o trabalho conjunto e em colaboração, conseguiremos ir mais longe e proporcionar às meninas e aos meninos melhores condições de aprendizagem e, sobretudo, que a escola seja um local de aprendizagem e um local de felicidade”.

    O edifício principal da Escola Básica da Moita reabriu após as obras de requalificação, que tiveram lugar no ano passado e representaram um investimento superior a 420 mil euros. A intervenção visou dotar o edifício de melhores condições de segurança e conforto, para que nele possam funcionar quatro salas de ensino básico.

   Procedeu-se à requalificação integral do edifício da Escola, revestimento exterior do edifício do Pré-Escolar e reabilitação da ligação entre os edifícios através da passagem coberta, com prolongamento até uma das entradas exteriores e acessível por pessoas com mobilidade condicionada. Foi reabilitado o espaço envolvente e a edificado um pavilhão polivalente que vem resolver o antigo problema da inexistência de um recreio coberto.

   O projeto incluiu a reorganização do espaço interior para a criação de uma zona ampla de circulação que liga as quatro salas de aula e permite a existência de cacifos individuais para as crianças.

   A reconversão dos três pequenos átrios originou um espaço amplo onde podem ser realizadas diversas atividades. O espaço destinado a biblioteca foi reconvertido para a criação de uma sala de aula e a biblioteca foi deslocalizada para o espaço ocupado anteriormente pelo polivalente.

   Foram executadas duas instalações sanitárias para uso dos alunos das quatro salas de ensino básico, acessíveis a crianças com mobilidade condicionada e separadas por género e uma instalação sanitária para adultos.

   A intervenção contemplou a construção de um pavilhão que funciona como recreio coberto. O átrio e o pavilhão ficam separados por duas portas que, quando recolhidas, permitem que os espaços se fundam num espaço único.

   Foi definida a intervenção no espaço exterior com requalificação da passagem coberta, pavimentações, drenagem de águas pluviais, requalificação do espaço verde com a colocação de um brinquedo lúdico e a adaptação em termos de acessibilidade, entre interior e exterior do recinto escolar.
 
    Fonte: GI|CMMG
12-01-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Miguel Paulo: “É preciso voltar a página no PS em Rio Maior"
Miguel Paulo
Mulheres portuguesas, por quem os sinos dobram
Joaquim Vitorino
Centro de Negócios de Alcobaça, Feira de São Bernardo e delimitação das novas ARU
Carlos Bonifácio
Só a CDU votou contra os Orçamentos 2020 da Câmara e dos Serviços Municipalizados de Alcobaça
Por Luís Crisóstomo e Clementina Henriques
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o