Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
De momento não existem Sondagens activas.
Ver Sondagens Anteriores
Edição Nº 226 Director: Mário Lopes Terça, 29 de Outubro de 2019
Apoio terapêutico abrange escolas dos concelhos da Nazaré, Caldas da Rainha e Cadaval
CERCINA assegura serviços especializados
a 160 crianças da região Oeste
    
        Logótipo da Cooperativa de Ensino, Reabilitação,
                       Capacitação e Inclusão da Nazaré
O Ministério da Educação, através da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, e a CERCINA – Cooperativa de Ensino, Reabilitação, Capacitação e Inclusão da Nazaré, celebraram um acordo de cooperação visando a promoção de atividades de apoio terapêutico em vários estabelecimentos de ensino da região Oeste.

    O acordo, vigente para o ano letivo 2019/20, estipula as condições de acompanhamento técnico-pedagógico das ações a desenvolver, bem como o apoio financeiro por parte do Ministério da Educação para suportar os encargos com o pessoal técnico.

    Por seu lado, a CERCINA, através do CRI – Centro de Recursos para a Inclusão, compromete-se a assegurar serviços especializados, acreditados pelo Ministério da Educação, que têm como missão apoiar as escolas na promoção do sucesso educativo dos alunos com medidas adicionais definidas no Relatório Técnico-Pedagógico (RTP) e no Programa Educativo individual (PEI).

    Os técnicos dos CRI, enquanto elementos variáveis da equipa multidisciplinar de apoio à educação inclusiva, colaboram no processo de identificação de medidas de suporte, no processo de transição para a vida pós-escolar, no desenvolvimento de ações de apoio à família e na prestação de apoios especializados nos contextos educativos. O tipo de intervenção, a frequência, a intensidade e os indicadores para a avaliação da eficácia dos apoios especializados prestados, bem como o contexto educativo onde são prestados, são definidos no RTP e no PEI.

    Para o presidente do Conselho de Administração da CERCINA, Joaquim Pequicho, «as recentes alterações legislativas são muito importantes em termos de inclusão, essencialmente porque abandona a ideia de um sistema de categorização centrado nas chamadas necessidades educativas especiais e passa a colocar o enfoque nas respostas educativas em si mesmas». Joaquim Pequicho salienta ainda «a importância da mobilização, de forma complementar e sempre que necessário e/ou adequado, dos recursos existentes na comunidade, como é o exemplo dos serviços especializados da CERCINA, sem esquecer os da área da saúde, do emprego, da formação profissional e da segurança social».

     No corrente ano letivo, serão abrangidos por este serviço cerca de 160 alunos do Agrupamentos de Escolas da Nazaré, dos Agrupamento de Escolas Rafael Bordalo Pinheiro e D. João II (Caldas da Rainha) e do Cadaval.

    Fonte: AP|GC|CERCINA
29-10-2019
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
O POOC e os excessos de alarmismo!!
Carlos Bonifácio
Ex-fumadores: vencedores incontestáveis
Dr. Alfredo Martins
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o