Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
De momento não existem Sondagens activas.
Ver Sondagens Anteriores
Edição Nº 229 Director: Mário Lopes Quarta, 12 de Fevereiro de 2020
Inauguração contou com a presença do secretária de Estado do Turismo
Centro de Cycling do Arripiado é o primeiro
da Rede de Centros do Alentejo e Ribatejo
  
         António Ceia da Silva, Paulo Queimado e Rita Marques
            na Inauguração do Centro de Cycling do Arripiado
  O Centro de Cycling do Arripiado, na Chamusca, foi inaugurado esta segunda-feira, dia 10 de fevereiro, com a presença da secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, e do Presidente da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo (ERT), António Ceia da Silva.

   O Centro de Cycling, também conhecido como Centro de BTT do Arripiado, é pioneiro por ser o primeiro centro a ser inaugurado na rede de 11 centros de cycling que está a nascer nos territórios do Alentejo e do Ribatejo. O Centro de BTT do Arripiado faz parte do polo do Ribatejo, que terá um outro centro no concelho de Coruche.

   Todo o investimento para a criação do Centro provém de duas candidaturas à Linha de Apoio à Valorização Turística do Interi or, do Programa Valorizar, do Turismo de Portugal.

   Uma das candidaturas, apresentada diretamente pelo Município da Chamusca, permitiu financiar a adaptação do edifício da antiga escola primária do Arripiado para funcionar como Bike Station, num investimento total de 24.357,04€, com financiamento a 90%.

   Além do investimento elegível pela candidatura, o Município investiu diretamente na infraestrutura uma verba de 35.654,68€, nomeadamente, no fornecimento e montagem de rampa e revestimento de muros, adaptação de espaço para receber as Bikestations, para a conservação e requalificação de pintura do edifício do BTT, do edifício de apoio e muros do Arripiado.

   
   Novo Centro de Cycling do Arripiado irá funcionar em rede
                      com outros centros do Alentejo e Ribatejo
A outra candidatura, para a dinamização dos percursos de cycling e de walking, foi apresentada pela Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo em conjunto com os Municípios, num investimento global de 691.110€.

  Esta candidatura vai financiar, numa segunda fase do projeto, a marcação dos percursos de BTT no terreno, que é da responsabilidade da Entidade Regional de Turismo Alentejo – Ribatejo. No Arripiado, os trilhos já estão georreferenciados, num trabalho efetuado no terreno pela União Cultural e Desportiva Arripiadense (UCDA). O Município vai estabelecer um contrato-programa com a UCDA para a gestão e dinamização do Centro de BTT.

   O edifício agora inaugurado no Arripiado vai funcionar como Bike Station, com zona para lavagem e manutenção mecânica das bicicletas, área de receção e informação aos visitantes, camarata para pernoita de pequenos grupos até 20 pessoas, balneários e sanitários, copa e sala de convívio, zona exterior para parqueamento de bicicletas e rampa de acesso.

   Na cerimónia de inauguração do Centro de Cycling do Arripiado, a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, afirmou que este projeto é pioneiro porque vai ao encontro da nova estratégia de promoção de um “turismo com impacto socioeconómico e com uma lógica de eficiência coletiva”, porque irá funcionar em rede com outros centros do Alentejo e Ribatejo.

  A secretária de Estado respondeu ainda à interpelação do presidente da Câmara Municipal da Chamusca relativamente à importância estratégica de dois projetos turísticos para a aldeia do Arripiado, cujo financiamento foi rejeitado pelo Turismo de Portugal - nomeadamente o Parque dos Amores Impossíveis e Cais de São Marcos – e garantiu que é importante “melhorar a forma de avaliar as candidaturas ao Programa Valorizar” e “nutrir e acarinhar boas ideias” no âmbito das próximas linhas de financiamento.

 
   Edifício da antiga escola primária do Arripiado foi adaptado
                      para funcionar como Bike Station
O presidente da Câmara Municipal da Chamusca, Paulo Queimado, frisou que o Centro de BTT foi um projeto pensado para promover o desenvolvimento turístico de toda a região e que houve um compasso de espera para a sua abertura porque o Município quis aguardar pela integração do Centro na rede de Cycling do Alentejo e Ribatejo.

   O presidente da ERT, António Ceia da Silva, saudou o Município da Chamusca por ter aderido, desde a primeira hora, ao projeto da rede de Centros de BTT e elogiou “a forma eficiente e prática em como concluiu o projeto”. Segundo Ceia da Silva, a ERT vai abrir concursos públicos para que a conservação e gestão das redes de percursos de cycling e walking fique a cargo de entidades privadas que possam garantir a sua preservação, divulgação e comercialização como produtos turísticos.

   Joel Marques, presidente da Junta de Freguesia da Carregueira, recordou que a ideia de criar um centro de BTT nasceu por iniciativa de um habitante do Arripiado e que é “um projeto agregador com elevado potencial turístico que permite o convívio intergeracional e a promoção de estilos de vida saudável”.

   A Rede de Centros Cycling do Alentejo e Ribatejo tem uma totalidade de 3500 km e 11 centros de BTT, dos quais o Centro de BTT da Chamusca foi o primeiro a ser inaugurado.
 
   Fonte: BO|GC|CMC
12-02-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o