Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Qual será o melhor presidente do PSD?
Rui Rio
Santana Lopes
Outro
Edição Nº 192 Director: Mário Lopes Terça, 11 de Outubro de 2016
Candidatura de regeneração urbana aprovada com a distinção de «boa»
Plano de Regeneração Urbana da Batalha prevê investimento de 4,9 milhões de euros
     
 Readaptação do antigo campo de futebol junto ao Mosteiro
      da Batalha para praça desportiva e centro de eventos 
A candidatura do Plano de Ação de Regeneração Urbana da Batalha (PARU) a fundos da União Europeia foi “admitida e aprovada com a classificação global de boa”, nos termos da comunicação recebida da entidade gestora do Programa Operacional do Centro (Centro 2020).

   Este instrumento de ordenamento de território junta investimento privado e público e incide sobre uma Área de Reabilitação Urbana da Vila da Batalha cuja delimitação foi aprovada em fevereiro de 2014.

   O PARU da Vila da Batalha prevê um investimento global de 4,9 milhões de euros, sendo a componente pública na ordem dos 3,2 milhões de euros e que potenciará o investimento privado na ordem dos 1,7 milhões de euros com base em intenções já manifestadas no âmbito do plano aprovado, conforme regista o plano de ação realizado em parceria com o Centro de Investigação em Gestão e Sustentabilidade do Instituto Politécnico de Leiria (CIGS / IPL).



   Fonte: MB
11-10-2016
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
O Deselegante Declínio da Autoridade Administrativa
Sérgio Martinho
O declíno acentuado das funções executivas podem ser indicadores de doença
Drª Luísa Lagarto
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o