Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Quem vai vencer as eleições presidenciais no Brasil?
Jair Bolsonaro
Fernando Haddad
Edição Nº 211 Director: Mário Lopes Quinta, 26 de Julho de 2018
Através de protocolo entre Politécnico de Leiria, Nerlei e Cefamol
Indústrias da região vão atribuir 40 bolsas
de estudo no ano letivo 2018/2019
  
                         VI Encontro IPL Indústria
No próximo ano letivo sobe para 32 o número de empresas que patrocinam 40 bolsas de estudo IPL Indústria a estudantes de oito cursos do Politécnico de Leiria, lecionados na Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG) do Politécnico de Leiria, com destaque para 19 bolsas a atribuir a estudantes de Engenharia Mecânica. Os resultados positivos do protocolo firmado entre o Politécnico de Leiria, a Associação Empresarial da Região de Leiria (NERLEI) e a Associação Nacional de Indústria de Moldes (CEFAMOL) foram apresentados no dia 19 de julho, no VI Encontro IPL Indústria, numa sessão que juntou convidados e empresários da Região, para realçar a ligação já consolidada entre a Academia e a Indústria.

   Rui Pedrosa, presidente do Politécnico de Leiria, destacou os conceitos da letra “i” que aparece três vezes no nome do protocolo “IPL Indústria”. Assim, começou pela Inovação, na medida em que é um evento único, que liga o Politécnico de Leiria às empresas regionais e nacionais. «Existe uma dimensão de responsabilidade social neste protocolo, que não se encontra noutros projetos similares que surgiram posteriormente. É ainda um projeto inovador por promover a empregabilidade qualificada dos nossos diplomados», salientou Rui Pedrosa.

   «O segundo “i” corresponde à Investigação, já que muitos dos projetos são orientados para o desenvolvimento da economia local e regional, e deste território», afirmou o presidente do Politécnico de Leiria. «O último “i” é de Internacionalização, em que deixo o desafio de fazer deste um projeto internacional, implementá-lo além-fronteiras.» Rui Pedrosa terminou com palavras de incentivo para continuar «este projeto que muito nos orgulha e que é mais um exemplo de inovação e criatividade da Região de Leiria».

   Jorge Santos, presidente da Nerlei, destacou que o que diferencia as empresas são as pessoas. «O que o Politécnico de Leiria tem feito é formar as pessoas em várias áreas, que valorizam e ganham competências nestas Escolas». Jorge Santos alertou que no futuro vão ser necessárias novas competências, pelo que é preciso estar atento às tendências do mercado e preparado para as grandes alterações a realizar. «Inteligência artificial, tecnologias aditivas e digitalização são alguns dos novos desafios que nos obrigam a mudar o nosso modelo de negócio, os processos produtivos ou até comerciais.»

   O secretário-geral da Cefamol, Manuel Oliveira, mostrou a satisfação da parceria entre as três entidades e a forma como tem sido acolhida pelos parceiros, empresas e comunidade académica. «Esta é uma ligação que fortalece a indústria e a região, sobretudo a indústria de moldes, que se destaca pela inovação, know-how e rigor», frisou Manuel Oliveira. «Valorizamos a escola e contribuímos para atrair talento para a nossa indústria», rematou.

   Os resultados do protocolo IPL Indústria relativos a 2017/2018, apresentados por Carlos Capela, diretor da ESTG, mostram valores muito positivos. A parceria entre as três entidades resultou no último ano letivo na realização de 34 visitas de estudo, e ao nível da formação em contexto empresarial destaca-se a concretização de 98 estágios extracurriculares de verão, 142 estágios curriculares de licenciaturas, 34 estágios curriculares de mestrado nas empresas e 48 trabalhos de investigação. Durante os cinco anos de cooperação foram organizados 220 seminários, workshops, aulas abertas e ações de formação para colaboradores de empresas e 28 prestações de serviço a empresas.

   No âmbito dos desafios para o futuro da parceria IPL Indústria, Carlos Capela enunciou o alargamento do âmbito do protocolo, o follow-up do percurso dos estudantes premiados com bolsas, a intensificação da partilha e valorização de conhecimento com o tecido empresarial, e a organização de um dia aberto para as empresas.

   “Cibersegurança na Indústria” foi o tema da conferência proferida por Francisco Nina Rente, gestor do Ciber Security Group da Prosegur. O orador falou dos crescentes desafios da cibersegurança no modelo de negócio industrial, que «é uma oportunidade de nos diferenciarmos e abordar outras realidades». Sendo gradualmente uma indústria digitalizada, Francisco Rente explicou a grande probabilidade de ser vítima de ataques informáticos, com vários exemplos de boas práticas que as empresas descuram diariamente, como a escolha de uma password suficientemente forte ou o cuidado reforçado com o controlo de acesso aos sistemas de informação. «A transformação digital requer uma mudança de mentalidade e de postura», reforçou.

   O VI Encontro IPL Indústria terminou com a intervenção de Nuno Mangas, presidente do IAPMEI, que assumiu a honra em estar presente e enalteceu a «excelente prática de apresentar um balanço, de prestar contas e mostrar o que foi feito». Nuno Mangas falou da necessidade cada vez mais «gritante» de ter pessoas qualificadas no mercado de trabalho. «Temos falta de recursos humanos, de mão-de-obra industrial e comercial», afirmou o presidente do IAPMEI. «Este protocolo permite colocar em evidência que a nossa indústria é moderna, desenvolvida, tecnologicamente avançada, virada para o exterior e para a exportação. Vale a pena apostar numa carreira que passe pela indústria».

   Nuno Mangas referiu ainda que a temática da capacitação é «algo que está na génese do IAPMEI, com formação e parcerias com empresas, associações empresariais e setoriais». «Temos proximidade com as empresas, damos apoio comunitário, aconselhamento especializado e financeiro, sobretudo sobre fundos comunitários ou de financiamento», referiu o presidente do IAPMEI. «Estamos cá para ajudar-vos nestas iniciativas que tornam as empresas mais competitivas e uma economia mais pujante», terminou.

   Fonte: Midlandcom
26-07-2018
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Feira de Santa Iria: que futuro?
Tiago Carrão
Estado da limpeza dos contentores e do Mercado Semanal de Alcobaça
Carlos Bonifácio
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o