Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Como classifica o nível da pandemia em Portugal?
Normal que haja surtos pontuais
Anormal e a culpa é do Governo
Anormal e a culpa é do comportamento das pessoas
Não sei
Edição Nº 234 Director: Mário Lopes Terça, 7 de Julho de 2020
Programa RETOMAR
Câmara da Batalha aprova apoio de emergência
de 75 mil euros às associações desportivas
   
                                 União Desportiva da Batalha
O Município da Batalha decidiu antecipar apoios financeiros excecionais para minimizar os impactos das associações e clubes desportivos locais, no valor global de 75 mil euros, sendo uma medida enquadrada no âmbito do Programa Municipal de Apoio extraordinário e temporário para dinamização da cultura e do associativismo (Programa RETOMAR), que define um regime temporário e excecional de apoio às associações, grupos artísticos ou coletividades que se dediquem às atividades desportivas, audiovisuais, de teatro ou de dança, constituídas em pessoas coletivas de direito privado sem fins lucrativos, no âmbito da pandemia da doença COVID-19.

  Nesta primeira fase foram implementados protocolos de desenvolvimento desportivo com as associações desportivas da União Desportiva da Batalha (UDB), Associação Recreativa Amarense (ARA) e ainda o clube Batalha, Andebol Clube (BAC), entidades que no seu conjunto movimentam mais de um milhar de atletas, treinadores e dirigentes.

   Para o Vice-Presidente e Vereador da Juventude e Desporto da Câmara Municipal da Batalha, André Loureiro, estes apoios “serão alargados a outras entidades culturais e desportivas do concelho da Batalha, com o objetivo de assegurar que todos os clubes terão condições de acesso a medidas que mitiguem os efeitos perversos da pandemia”, nomeadamente no que diz respeito à “continuidade de ações com os jovens atletas e dinâmicas culturais ”.

    Recorde-se que o Programa RETOMAR foi apresentado no passado dia 18 de maio e aplica-se às associações, grupos artísticos ou coletividades que, em virtude da pandemia da doença COVID-19, se encontram em situação de fragilidade financeira, com impacto, nomeadamente, na capacidade de pagamento de despesas correntes de funcionamento, com exceção de salários ou compensações a colaboradores certos e permanentes.

Mais informações em:
www.cm-batalha.pt
 
   Fonte: MB
07-07-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
O CEPAE e o Museu Nacional da Floresta
Adélio Amaro
Estatuária, Memória e Democracia
Leonor Carvalho
As grandes epidemias da História
Joaquim Vitorino
Dever de informar
Carlos Bonifácio
A Pandemia… dos ignorados
Dr. Joaquim Brites
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o