Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
De momento não existem Sondagens activas.
Ver Sondagens Anteriores
Edição Nº 232 Director: Mário Lopes Sexta, 22 de Maio de 2020
Leiria celebra Dia da Cidade afirmando vontade de ser Capital Europeia da Cultura 2027
Luís Castro Mendes inaugura hoje em Leiria congresso “O Futuro da Nossa Cidade”
   
     Luís Filipe Castro Mendes
Luís Castro Mendes inaugura esta sexta-feira, dia 22 de maio, das 21h às 22h, na Praça Rodrigues Lobo, em Leiria, o congresso em contínuo “O Futuro da Nossa Cidade”. O ex-ministro da Cultura preside à iniciativa, anunciada no dia da Europa (9 de maio), e que se concluirá, daqui a 5 meses, dias 23 e 24 de outubro, com a presença, entre outros de Alexandre Quintanilha, François Matarasso, José Tolentino de Mendonça e Kepa Korta.

   Cinco exatos anos após ter sido a primeira cidade portuguesa a anunciar a candidatura, Leiria reitera, neste contexto (pós) pandémico, a sua vontade de ser a Capital Europeia da Cultura 2027. No dia que celebra a sua elevação a cidade, o Leiriense afetivo Embaixador Luís Castro Mendes, recente ministro da Cultura, inaugura o Congresso “O Futuro da Nossa Cidade”, a que preside e que se realiza em contínuo até outubro de 2020 acompanhando o “longo desconfinamento” que agora sucede ao “grande confinamento”.

   Este momento de inauguração do Congresso, “O Poeta na Praça”, verdadeiro prelúdio de Leiria 2027 a Capital Europeia da Cultura, acontece no dia da cidade, sexta-feira, 22 de maio, das 21h às 22h, na Praça Rodrigues Lobo.

  Na maior praça da cidade de Leiria, três figuras da cultura com ligação forte a Leiria e aos 26 Municípios do território da Rede Cultura 2027 (Luís Castro Mendes, Carlos Ascenso André e Susana Neves) protagonizam o primeiro momento de desconfinamento cultural de Leiria, partindo da obra deste poeta do Lis para fazer chegar às esplanadas vizinhas, aos passantes e aos ecrãs de todo o mundo as temáticas e preocupações de Francisco Rodrigues Lobo, totalmente centradas nos grandes desafios do futuro, a água e a sustentabilidade do planeta.

   Luís Castro Mendes, poeta, embaixador, recente ministro da Cultura e presidente do Congresso parte de Rodrigues Lobo e da praça a que dá nome em Leiria para, aí e através da poesia, do pensamento e da tertúlia, chegar a todos os ecrãs de quem vê, lê, ouve, sente, pensa e acredita na Cultura como a essência da sustentabilidade do viver que dá sentido ao sobreviver, do ser que excede o estar, do futuro que justifica os desafios que enfrentamos no presente, mesmo quando são pandémicos. Sobretudo quando são pandémicos.

   Rede Cultura 2027 Leiria Capital Europeia da Cultura: 10% dos Municípios de Portugal Continental unidos num mesmo destino

    Há exatos cinco anos, a 22 de maio de 2015, Leiria foi a primeira cidade portuguesa a dizer algo muito simples: cremos, queremos e merecemos ser a próxima cidade portuguesa Capital Europeia da Cultura. Mas não cremos, não queremos e não merecemos estar sozinhos. Por isso mesmo a estrutura que acompanha este processo chama-se Rede Cultura 2027, tendo Leiria como ponto de partida tem 25 outros concelhos (quase 10% dos concelhos de Portugal Continental, totalizando mais de 805 mil habitantes e quase 6.000 km2 de extensão) como parte inteira deste território vasto (atravessa 3 Comunidades Intermunicipais: Leiria, Oeste e Médio-Tejo), diverso e, porém naturalmente coerente, porque portador de um sentido comum. O sentido de, mais do que uma candidatura, serem uma Rede Cultura que vai de Sobral do Monte Agraço, às portas de Lisboa, a 178 km a norte, até Castanheira de Pera, já na fronteira com Coimbra, unindo ainda o litoral popular da Nazaré à história aristocrata do Cadaval, geminando as Torres Novas com as Vedras, convocando três cidades criativas da Unesco (Caldas da Rainha, Leiria e Óbidos) e três dos mais simbólicos Lugares Património Mundial portugueses (Alcobaça, Batalha e Tomar).

   O “Próximo Passo”: perguntar para avançar

    Cinco anos e uma pandemia mundial depois chega a hora de Leiria convocar a sua Rede Cultura 2027 para dizer que não só continua a querer e a merecer, como passou ainda a crer que o dia da Cidade de Leiria, daqui a 7 anos, será um dia certamente muito especial na programação da Capital Europeia da Cultura em 2027, hoje uma vontade forte, daqui a exatos 7 anos uma feliz realidade.
 
Neste momento em que o mundo e, nele, esse lugar especialíssimo chamado Cultura, se confina, se adia, a Rede Cultural 2027 tomou o sentido inverso, não para andar em contra mão, mas antes para dar a mão ao setor que é a sua razão de ser e que hoje enfrenta desafios ao seu modo de estar.
 
"Avançar e não recuar. Perguntar mais do que responder. Antecipar em vez de adiar. É este o nosso sentido porque é este caminho que nos faz mais sentido. Em vez de se confinar, Leiria reafirma a intenção de ser e a confiança em que será Capital Europeia da Cultura em 2027. Em vez de temer, confiamos, acreditamos. Assim, juntos, damos o “Próximo Passo”. Em vez de dar respostas, perguntamos a quem vive a cultura, qual o próximo passo, e inspirados na plataforma “Le Jour d’Après”, promovida pelo parlamento francês, nasceu no Dia da Europa, no passado dia 9 de maio, a plataforma online “Próximo Passo” da Rede Cultura 2027, coordenada pelo seu Conselho Estratégico presidido pelo Professor João Bonifácio Serra, que foi Presidente da Fundação Cidade de Guimarães, estrutura responsável pela última Capital Europeia da Cultura portuguesa, Guimarães 2012 e desenvolvida em parceria com a Cátedra Unesco em Gestão das Artes e da Cultura, Cidades e Criatividade do Instituto Politécnico de Leiria", refere a organização.
 
    Trata-se de um fórum de pensamento, debate e proposição aberto a todos os agentes culturais, locais, regionais, nacionais e internacionais, que a partir de 10 perguntas, questiona o espaço e o tempo para pensar, criar, programar, produzir, protagonizar, ver, ouvir e sentir Cultura. Este Próximo Passo interroga a comunidade sobre fazer, financiar, digitalizar, organizar, falar, preparar, visitar, valorizar, e gerir a Cultura como neste nosso contexto pandémico entre o “grande confinamento” que experimentámos e o “longo desconfinamento” que agora iniciamos.

     “O Poeta na Praça” inicia cinco meses de Congresso “O Futuro da Nossa Cidade

    Em vez de suspender o seu evento mais importante Congresso “O Futuro da Nossa Cidade”, tece-se uma verdadeira rede antecipando esse congresso e antecedendo o evento final de um processo contínuo, presidido pelo Ministro da Cultura do XXI Governo Constitucional, Embaixador e Poeta, Luís Castro Mendes.
Um processo contínuo que arrancou no dia da Europa, 9 de Maio, e durará 5 meses com “Congressos aos Sábados” (temas estruturais como a hospitalidade) e “Congressos às Quartas” (temas de atualidade, como as consequências pandémicas e pós pandémicas para a Cultura).

   No Dia de Leiria, 22 de Maio, acontece o evento inaugural, “O Poeta na Praça”, uma tertúlia física transmitida em streaming e protagonizada pelo Embaixador Luís Castro Mendes (poeta, Ministro da Cultura no XXI Governo Constitucional e Presidente do Congresso) e pelo professor Carlos Ascenso André (ex-Governador Civil de Leiria, ex-Diretor da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e crítico literário) e moderada por Susana Neves, da Livraria Arquivo, uma das 3 livrarias independentes eleitas pelos leitores em 2019 como Livraria Preferida, numa iniciativa promovida pela APEL.

    Três figuras da cultura com ligação forte a Leiria e ao território da rede Cultura 2027 sentar-se-ão durante uma hora (das 21h às 22h de 6ªfª, dia 22, dia de Leiria) na praça maior da cidade, a Praça Rodrigues Lobo, partindo da obra deste poeta do Lis para fazer chegar às esplanadas vizinhas, aos passantes e aos ecrãs de todo o mundo as temáticas e preocupações de Francisco Rodrigues Lobo, totalmente centradas nos grandes desafios do futuro, a água e a sustentabilidade do planeta. Um futuro que nos conduzirá longe, com uma passagem feliz daqui a 5 meses pelo Congresso “O Futuro da Nossa Cidade” com a presença, entre outros de Alexandre Quintanilha, François Matarasso, José Tolentino de Mendonça e Kepa Korta.

   Saber mais sobre o Congresso “O Futuro da Nossa Cidade”:
https://www.redecultura2027.pt/pt

    Saber mais sobre “O Poeta na Praça”:
 
    Fonte: GRPG|CML
22-05-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Cuidados a ter com a postura em situação de teletrabalho
Dr. Francisco Oliveira Freitas
A importância do uso racional dos antibióticos
Dr. Ricardo Jorge Silva
Entrar na primavera com bons olhos
Dr. Raúl Sousa
Sugestões de viagem pela nossa região no verão
Por Andrew Balza
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o