Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
As alterações climáticas são uma ameaça real para a humanidade?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 211 Director: Mário Lopes Terça, 17 de Julho de 2018
Esta quarta-feira na Biblioteca Municipal
Português que criou vacina para crianças autistas profere palestra na Nazaré
  
                                      Mário Monteiro
Mário Monteiro irá dar uma palestra sobre o trabalho que desenvolve na área da investigação no dia 18 de julho (4ª feira), às 17h00, na Biblioteca Municipal da Nazaré.

   O investigador português ajudou a desenvolver, no Canadá, a primeira vacina de sempre contra uma bactéria intestinal associada ao autismo que poderá melhorar a qualidade de vida das crianças com este tipo de disfunção comportamental.

   Mário Monteiro é professor de Química da Universidade de Guelph, na província canadiana de Ontário, e criou, conjuntamente com a estudante de mestrado Brittany Pequegnat, uma vacina que ataca a bactéria “Clostridium bolteae”, produzida no intestino. Esta bactéria é conhecida pelo papel que desempenha numa série de distúrbios gastrointestinais, manifestando-se em quantidades mais elevadas no organismo das crianças autistas do que no das crianças saudáveis.

   Bioquímico, investigador, professor universitário, Mário Monteiro, nasceu em Lisboa e viveu até aos 14 anos numa aldeia do concelho de Gouveia, tendo emigrado para o Canadá com os pais. Foi neste país que desenvolveu o que diz ser uma das principais características de um cientista: ser um bom observador. Princípio que aplica nos seus projetos de investigação que já deram origem ao desenvolvimento de três vacinas contra bactérias intestinais. A terceira, que lhe consome quase todo o tempo de trabalho já há três anos, vai revolucionar a qualidade de vida de crianças com autismo.

   Vencedor do Prémio "Inovação" (2016) atribuído pela comissão Gryphon’s Learning to Accelerated Adoption of Innovative Research na Universidade de Guelph, Mário Monteiro viu o seu trabalho reconhecido também pela organização britânica vaccination.org e a World Vaccine Congress (2014).

   Fonte: SML|GC|CMN
17-07-2018
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o