Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
A Linha do Oeste deve ser requalificada?
Até Caldas da Rainha
Até Leiria
Em toda a extensão
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 210 Director: Mário Lopes Quinta, 14 de Junho de 2018
Investimento de 56 mil euros
Alcobaça cria ponto de água para combate
a incêndios na Serra dos Candeeiros
  
            Inauguração do ponto de água de Vale Ventos
O Município de Alcobaça inaugurou no dia 12 de junho, em Casal Vale Ventos, freguesia de Turquel, o ponto de água para abastecimento de helicópteros em combate a incêndios. A infraestrutura tem capacidade para 120 mil litros de água e está georreferenciada no CODIS, servindo assim não só o concelho de Alcobaça como também os concelhos limítrofes. O novo ponto de água resultou de candidatura conjunta da APFCAN – Associação de Produtores Florestais dos Concelhos de Alcobaça e Nazaré e da Câmara de Alcobaça ao PDR 2020 – Programa de Desenvolvimento Rural, no âmbito da ZIF – Zona de Intervenção Florestal da Boa Memória.

   Segundo o presidente da Câmara Municipal de Alcobaça, Paulo Inácio, este ponto de água é “uma infraestrutura que é essencial não só para o concelho de Alcobaça, mas também para os concelhos limítrofes porque este ponto de água está georeferenciado no CODIS e fica ao serviço de todo este território. No caso de incêndio, os helicópteros podem vir aqui abastecer-se e também desta forma evitar que os nossos homens, os bombeiros que estão a combater incêndios, sejam afectados com produtos de suinicultura, algo que é quase desumano que assim aconteça”.

  
                      Ponto de água vai servir toda a região
Segundo o responsável da protecção civil municipal, Nélio Gomes, a capacidade de 120 mil litros de água, que são reabastecidos rapidamente, permite que mesmo sem reabastecimento imediato do ponto de água, seja possível a helicópteros com um balde com capacidade de 4 mil litros de água abastecer 30 vezes, sendo de realçar que os helicópteros mais pequenos apenas têm capacidade de mil litros.

   Além da construção desta infraestrutura, e ainda relacionado com a prevenção de incêndios, o Município de Alcobaça está também “em plena execução” de limpeza e gestão de faixas de combustível nos terrenos do concelho, sobretudo em zonas junto às populações, tendo já sido efectuados trabalhos na freguesia de Aljubarrota e estando estes a decorrer na Freguesia de Turquel. Estas iniciativas têm sido concentradas nas freguesias de Aljubarrota, Évora, Turquel e Benedita, uma vez que são as freguesias consideradas prioritárias pelo Instituto da Conservação da Natureza e Florestas (ICNF).

  
Município de Alcobaça está “em plena execução” de limpeza
                e gestão de faixas de combustível no concelho
O Município estabeleceu também um protocolo com a APFCAN para que também fossem executadas faixas de gestão de combustíveis na Zona Industrial do Casal da Areia e parte da rede viária municipal das freguesias adjacentes: União das Freguesias de Coz, Alpedriz e Montes e União de Freguesias de Pataias e Martingança.

   O ICNF irá ainda lançar um concurso para reflorestar a zona pública ardida nos incêndios do ano de 2017, numa área estimada de 400 hectares. Na parte que à autarquia diz respeito, a Câmara de Alcobaça pretende conceder o valor da venda da madeira queimada em hasta pública (a percentagem que cabe à Autarquia) à União de Freguesias de Pataias e Martingança para que essa verba seja investida na junto da comunidade: em campanhas de reflorestação, projetos ambientais e turísticos e também em apoios sociais.

   Mónica Alexandre
14-06-2018
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
De que matéria se faz esta cidade?
Jorge Mangorrinha
A Guida fugiu com um rapazola ou o pé da Luizinha Carneiro
Fleming de Oliveira
Peso das mochilas não provoca escoliose
Dr. Nuno Neves
Explosão tecnológica abre a porta à inteligência artificial
Joaquim Vitorino
Não se esforce em demasia: dores nos pés podem ser sinal de fasceíte plantar
Drª Fátima Carvalho
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o