Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Concorda com a proposta do PS de quotas para negros e ciganos nas universidades?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 221 Director: Mário Lopes Terça, 14 de Maio de 2019
Equipamentos serão implantados em 44 crianças e quatro adultos até ao final de 2019
CHL disponibiliza dispositivos que melhoram
a qualidade de vida dos utentes diabéticos
     O Centro Hospitalar de Leiria é Centro de Tratamento de Diabetes com Dispositivos de Perfusão Subcutânea Contínua de Insulina, e até ao final do ano iniciará este tipo de tratamento a 48 utentes: 44 em utentes em idade pediátrica, dos dois aos 18 anos, e os restantes quatro em adultos. Os dispositivos de perfusão subcutânea contínua de insulina destinam-se a pessoas com Diabetes Mellitus tipo 1, e melhoram significativamente a qualidade de vida destes utentes. Os primeiros dispositivos serão colocados já durante o mês de maio.

    Ester Gama, pediatra do CHL, explica que «esperávamos há muito e com grande expetativa poder disponibilizar este tipo de tratamento aos nossos utentes. Facilita muito o dia-a-dia, e as famílias ficaram muito contentes quando lhes dissemos que íamos poder iniciar o tratamento com estes dispositivos. No caso das crianças, além de permitir administrar doses de insulina mais baixas relativamente ao tratamento com canetas de insulina, adequando-as ao seu peso, permite mais liberdade porque evita as múltiplas injeções diárias de insulina, que estas têm de realizar, o que, em termos emocionais e psicológicos, faz toda a diferença».

   O Centro de Tratamento de Diabetes do CHL passa assim a ser um dos 21 centros de tratamento com perfusão subcutânea contínua de insulina (PSCI) reconhecidos pela DGS, e passará a colocar novos dispositivos aos utentes que reúnam os critérios clínicos necessários, a dar-lhes os ensinamentos necessários e a acompanhá-los. Além da formação aos profissionais, é feita formação ao utente, assim como a familiares ou tutores no caso das crianças, para que possam aprender a manipular este novo dispositivo.

    Os dispositivos PSCI são totalmente comparticipados e apresentam diversas mais-valias quando comparados com as canetas de administração de insulina, nomeadamente porque evitam as múltiplas picadas diárias que estes diabéticos têm de fazer (substitui pelo menos quatro injeções de insulina por dia), porque permite a correção mais rápida da hipoglicemia e o ajuste mais adequado da insulina ao exercício e aos dias de doença.

   Trata-se de um aparelho eletromecânico portátil, que administra insulina de ação rápida de forma pré-determinada, através de um cateter inserido no tecido subcutâneo. O tratamento é totalmente personalizável uma vez que permite adaptar a disponibilização de insulina às necessidades da criança/adulto, seja com a administração contínua durante 24 horas, a ritmos variáveis de hora a hora para suprir as necessidades basais, seja a administração de doses extra de insulina para fazer face aos hidratos de carbono das refeições e correção de valores elevados de glicemia.

    Trata-se da forma de insulinoterapia que dá mais liberdade e flexibilidade ao doente, uma vez que o cateter é manipulado pelo próprio tendo de ser mudado apenas a cada três dias. O tratamento com PSCI é seguro e eficaz, e pode ser feito autonomamente por diabéticos de todas as idades – a utente mais nova do CHL a receber o dispositivo em 2019 tem dois anos de idade –, reduz os episódios de hipoglicemia e as complicações crónicas associadas à Diabetes quando comparado aos outros tipos de insulinoterapia.

   Durante a formação aos utentes e/ou familiares são prestados todos os ensinamentos e cuidados a ter com o dispositivo. Todos os doentes recebem formação de como manipular o dispositivo, de como usar o software e de como lidar com eventuais problemas técnicos. Recebem ainda indicações escritas em como atuar perante uma falha mecânica do aparelho e em caso de hiper e hipoglicemia.

     O Centro de Tratamento de Diabetes com Dispositivos de PSCI do CHL envolve o serviço de Endocrinologia, em articulação com os serviços de Medicina e Obstetrícia, para os adultos, e o serviço de Pediatria, para os utentes até aos 18 anos.

     Fonte: Midlandcom
14-05-2019
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o