Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Concorda com a exploração de lítio em Portugal?
Sim
Não
Não sei/talvez
Edição Nº 123 Director: Mário Lopes Domingo, 30 de Janeiro de 2011
Unidade autónoma de cuidados diferenciados com capacidade para 20 doentes
Leiria: Hospital abre Unidade de Internamento de Curta Duração da Urgência Geral
    


Unidade de Internamento de Curta Duração
da Urgência Geral

Já está em pleno funcionamento no Hospital de Santo André a nova Unidade de Internamento de Curta Duração da Urgência Geral, uma unidade autónoma e independente que tem como objectivo estabilizar clinicamente os doentes provenientes deste Serviço. Esta unidade, que agora passa a ter um novo espaço em substituição do comummente designado SO (Sala de Observações), no Piso 1, com acesso facilitado à Urgência Geral, aumenta também a capacidade de resposta de 17 para 20 camas, incluindo dois quartos de isolamento.

   Georgina Lourenço, enfermeira-chefe da unidade agora autonomizada, explica que «temos condições óptimas em que são assegurados a segurança e o conforto do doente, com uma área ampla e balcões centralizados que permitem, em todos os momentos, a vigilância de todos os internados, permitindo-lhes também ter contacto visual com os profissionais de serviço».

   «Um outro aspecto que privilegiámos, e que está estreitamente ligado com a organização do espaço, que possibilita a vigilância permanente de todos os internados, é a garantia da privacidade de cada um dos doentes, que tem a sua boxe individualizada, mantendo, ainda assim, um espaço amplo que permite a prestação de cuidados humanizados e adequados ao seu estado de saúde e de fragilidade», salienta Georgina Lourenço.

   Integrando a Urgência Geral do Hospital, a UICD recebe doentes provenientes deste Serviço, cuja admissão obedece a critérios clínicos específicos definidos para o internamento dos doentes. A permanência destes doentes na unidade será, previsível e preferencialmente, de 24 a 48 horas, sendo depois transferidos para o internamento da especialidade adequada, para outras instituições, ou terão alta médica para regressar às suas casas (mantendo-se, em caso de necessidade, o acompanhamento em Consulta Externa).

   Na nova Unidade de Internamento, a monitorização é feita de forma centralizada e com recurso a sistemas informáticos, e toda a unidade está equipada com acesso a gases medicinais (oxigénio, ar comprimido e vácuo). As camas são já em grande parte da nova geração, mais confortáveis, seguras e funcionais (e as outras estão a ser progressivamente substituídas por camas novas, à semelhança do que acontece nos restantes internamentos do Hospital), e existem vários ecrãs de televisão, condições que beneficiam muito o conforto e entretenimento do doente e minimizam o seu sofrimento e a sua fragilidade durante o internamento.

   Hélder Roque, presidente do Conselho de Administração do Hospital de Santo André, manifesta a sua satisfação por o Hospital «disponibilizar esta grande melhoria numa área de cuidados assistenciais tão exigente e diferenciada, e sobretudo perante doentes com um estado de saúde muito fragilizado». «Este é mais um passo na reestruturação do Serviço de Urgência Geral, de modernidade, funcionalidade e maior qualidade das condições colocadas ao dispor dos seus profissionais e dos doentes que necessitem do seu cuidado», salienta o presidente do Conselho de Administração.

   Esta unidade presta cuidados intermédios diferenciados a doentes com situações clínicas graves e que têm necessidade de vigilância e cuidados permanentes, daí que o sistema de visitas obedeça a horários restritos e controlados. As visitas só são possíveis entre as 14h30 e as 14h50, e as 19h30 e as 19h50, sendo permitido apenas uma pessoa de cada vez por doente.

   A nova Unidade de Internamento conta com uma equipa composta por médicos e por enfermeiros, profissionais especializados neste nível de cuidados diferenciados de grande exigência, 24 sobre 24 horas num sistema rotativo por turnos, e ainda por assistentes operacionais e administrativos. A direcção da unidade é da responsabilidade da direcção do Serviço de Urgência Geral, assegurada por Vitor Faria, médico cirurgião.

   Fonte: MidlandCom
30-01-2011
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
EDITORIAL
Notas da campanha
Mário Lopes
OPINIÃO
Um Candidato a Presidente da República e Dois Candidatos à Segunda Volta
Jorge Esteves de Carvalho
Cavaco Silva: uma candidatura por Portugal
Paulo Batista Santos
Com Fernando Nobre a Presidente, Portugal será Diferente
Henrique Pinto
A candidatura de Francisco Lopes
Ricardo Miguel
Apoiar Manuel Alegre: Uma questão de dignidade e coerência
José Peixoto
A Carne do Bacalhau é Amarelada
Valdemar Rodrigues
Inauguração da Casa da Cultura de Mira de Aire: uma prioridade ou um elefante branco?
Por Aires de Miro
O Turismo no actual contexto económico
David Catarino
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o