Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
O coronavírus COVID-19 vai tornar-se um problema grave em Portugal?
Sim
Não
Não sei/talvez
Edição Nº 230 Director: Mário Lopes Quarta, 18 de Março de 2020
Até o pico da epidemia de COVID-19 ser ultrapassado
Unidades da rede Termas Centro encerram
por precaução
   
                                              Lounge space
As unidades termais da rede Termas Centro, em articulação com as diferentes Autoridades Regionais de Saúde, decidiram encerrar a sua atividade até o pico da epidemia de COVID-19 ser ultrapassado. A saúde e a segurança dos aquistas e dos colaboradores das unidades são as prioridades das Termas Centro, pelo que o encerramento preventivo vai ocorrer durante o período de tempo que se considerar necessário.

    Assim que estiverem reunidas todas as condições, as Termas estarão preparadas para receberem, de novo, os seus aquistas, com as técnicas adequadas às várias indicações terapêuticas e para a promoção da saúde.

   A rede Termas Centro adianta, no entanto, que assim que estiverem reunidas todas as condições de segurança, as suas unidades estarão preparadas e de braços abertos para receberem os seus clientes, proporcionando-lhes, como sempre, as terapêuticas mais adequadas para aliviarem os sintomas e consequências das várias doenças que tratam – terapêuticas essas que têm vindo a ser comprovadas por diversos estudos científicos.

    Os balneários termais, como estabelecimentos prestadores de cuidados de saúde que são, obedecem a um rigoroso protocolo de admissão, higienização, desinfeção e monitorização, cumprindo integralmente os programas de controlo de qualidade estabelecidos pela Direção Geral de Saúde e pelas Autoridades Regionais de Saúde. As Termas dispõem de médicos e pessoal técnico habilitado de modo a adotar os procedimentos necessários para atuar em todas as situações, minimizando os riscos para termalistas e colaboradores.

   No atual contexto de epidemia de COVID-19, as Termas reforçaram as medidas preventivas, tendo elaborado Planos de Contingência, em que foram definidos mecanismos de atuação, prevenção, cuidados e vigilância específicos.

   A reabertura das várias unidades termais da rede Termas Centro será realizada de forma faseada, e sempre de acordo com as indicações das autoridades competentes.

   Até lá, a rede Termas Centro apela ao comportamento cívico de todos e a que sejam estritamente seguidas as recomendações da Direção Geral de Saúde. O regresso à normalidade, que se espera que aconteça o mais rapidamente possível, depende das atitudes de cada um.

    Sobre as Termas Centro

   A rede Termas Centro, cujo promotor líder é a Associação das Termas de Portugal - Delegação Centro - é um projeto cofinanciado pelos programas operacionais Centro 2020, Portugal 2020 e pela União Europeia, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), no âmbito da Estratégia de Eficiência Coletiva PROVERE (Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos).

    As estâncias termais que integram o projeto são: Termas de Alcafache, Termas de Almeida–Fonte Santa, Termas de Águas–Penamacor, Termas do Bicanho, Caldas da Felgueira, Caldas da Rainha, Termas do Carvalhal, Termas da Curia, Termas do Cró, Termas da Ladeira de Envendos, Termas de Longroiva, Termas de Luso, Termas de Manteigas, Termas de Monfortinho, Termas da Piedade, Termas de Sangemil, Termas de São Pedro do Sul, Termas de Unhais da Serra, Termas de Vale da Mó e Termas do Vimeiro.
 
     Fonte: TCP e AdC
18-03-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Aprender a viver com o coronavírus
Mário Lopes
As doenças raras em Portugal e o papel da Medicina Interna
Dr. Paulo Castro Chaves
Em Portugal, ser raro… não é raro
Dr. Joaquim Brites
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o