Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Quem é responsável pelo conflito entre os motoristas e as empresas transportadoras?
Os motoristas
As empresas
O Governo
Outros
Não sei
Edição Nº 219 Director: Mário Lopes Quinta, 7 de Fevereiro de 2019
Qualificar Comércio e Serviços para a Economia Digital
Ministro da Economia lançou em Leiria
o programa “ComércioDigital.pt”
   
      Governo pretende capacitar mais de 50 mil empresas
          para a digitalização dos seus negócios até 2020
O ministro da Economia lançou em Leiria, no dia 6 de fevereiro, o programa “ComércioDigital.pt” - Qualificar o Comércio e os Serviços para a Economia Digital. O presidente da Câmara Municipal de Leiria, Raul Castro, defendeu que as empresas devem encarar globalização como oportunidade e não ameaça, adaptando-se a um novo paradigma de comunicação imposto pela generalização das plataformas digitais que deu origem a uma geração de nativos digitais que alinham os seus modelos de consumo com as suas novas formas de interação social.

   O autarca falava na sessão de apresentação do Programa “ComércioDigital.pt” – Qualificar o Comércio e os Serviços para a Economia Digital, que decorreu no Teatro Miguel Franco, uma iniciativa conjunta entre a ACEPI - Associação da Economia Digital e da CCP – Confederação do Comércio e Serviços de Portugal, que teve como anfitriã a Acilis – Associação de Comércio, Indústria Serviços e Turismo da Região de Leiria.

   Raul Castro defendeu ainda que apesar do processo de desmaterialização da relação empresa-cliente, é fundamental que a estratégia de promoção digital esteja ancorada nos valores tradicionais que consolidaram a relação de confiança que constitui um dos mais fortes fatores de diferenciação das pequenas empresas.

   Na sessão, o presidente da Acilis, Lino Ferreira, que destacou a excelência do tecido comercial de Leiria, realçou que este programa pretende sensibilizar para as vantagens do uso das ferramentas digitais no processo de negócio das empresas.

   O presidente da ACEPI – Associação da Economia Digital, Alexandre Fonseca, estabeleceu como objetivo deste programa apoiar a digitalização de 50 mil empresas do comércio local de proximidade.

   Por seu turno, o presidente da CCP – Confederação do Comércio e Serviços, João Vieira Lopes, afirmou que “para as novas tecnologias não há periferias”, manifestando o desejo de que este programa contribua para a modernização e competitividade do tecido empresarial português.

   A encerrar a sessão, o ministro Adjunto e da Economia, Pedro Siza Vieira, defendeu que quem não tem presença digital não existe no novo mercado. “Cada vez mais a economia vai passar por esta integração entre o físico e o digital”, realçou, acrescentando que a transição para o digital é “uma batalha que vale a pena travar” a bem da economia portuguesa.

   “ComércioDigital.pt”

   O Comércio Digital é um programa da ACEPI, dirigido às micro, pequenas e médias empresas portuguesas, do setor do comércio e dos serviços.

   Vamos ajudar a capacitar mais de 50 mil empresas para a digitalização dos seus negócios até 2020.

   O Programa pretende mobilizar os micro, pequenos e médios empresários portugueses para a digitalização dos seus negócios, com a Ativação de uma Presença Digital, incorporação de tecnologia nos modelos de negócio e desmaterialização dos processos com clientes e fornecedores por via da utilização das TIC.

   Os benefícios para as microempresas e PME que participam no Programa consistem em colocar o negócio mais perto do futuro, acessível 24 horas por dia, 7 dias por semana, a partir de qualquer lugar e para o mundo inteiro, a captação novos clientes, tanto no mundo físico como no digital, o acesso a novos mercados nacionais e internacionais e a otimização dos processos da organização.

   As iniciativas do Comércio Digital pretendem ajudar, de forma sustentada, as empresas portuguesas que pretendem apostar no meio digital.
O programa “ComércioDigital.pt” prevê a oferta de vouchers, dirigidos a microempresas e PME portuguesas, das áreas do comércio e serviços, com acesso a ferramentas para construção de site, email e domínio gratuito .PT por um ano.

   Inclui acesso a serviços complementares de apoio à digitalização de microempresas e PME, nomeadamente publicidade e Marketing Digital, Desenvolvimento de Loja Online e Presença em Marketplaces, Selo de Confiança Online, Acesso à Internet e Serviços de Telecomunicações, Serviços de Hosting e Cloud, Banca Digital e Pagamentos Eletrónicos, Logística e Distribuição, Software de Gestão, entre outros.

   Fonte: GRPG|CML
07-02-2019
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
É preciso fazer mais e melhor se quisermos erradicar a hepatite C até 2030
Dr. Arsénio Santos
A inteligência artificial e o livre-arbítrio humano
Valdemar Rodrigues
Jogos de tabuleiro e de mesa mais populares já podem ser jogados online
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o