Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
De momento não existem Sondagens activas.
Ver Sondagens Anteriores
Edição Nº 133 Director: Mário Lopes Quarta, 7 de Dezembro de 2011
Leiria
II Gala da Inclusão apoia Associação de Surdos da Alta Estremadura com 4500 euros
    


Fernando Gonçalves

O presidente da delegação distrital de Leiria da Associação de Surdos da Alta Estremadura (ASAE), Hélder Chavinha, recebeu, no sábado à noite, 3 de Dezembro, um cheque com um apoio no valor de 4500 euros oferecido pelos patrocinadores que apoiaram a II Gala da Inclusão, organizada pelo Instituto Politécnico de Leiria e pela Câmara Municipal de Leiria, para assinalar o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência.

   Este ano, a ASAE foi a associação contemplada com um patrocínio no valor total de 4500 euros, respeitante a apoios concedidos pela Sumol+Compal, Grupo Lusiaves, Geco, Associação de Estudantes da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais, Junta de Freguesia de Leiria e Dançar Inclusão. Hélder Chavinha, presidente da ASAE, manifestou-se reconhecido pela oferta, num momento em que a associação, com cerca de 200 associados surdos e ouvintes, está a passar por dificuldades económicas.

   Destinada a distinguir pessoas e instituições com boas práticas na área da deficiência, a II Gala da Inclusão atribuiu uma menção honrosa à Força Aérea Portuguesa por transportar gratuitamente para os Açores e Madeira os brinquedos adaptados por professores e alunos da Escola Superior de Tecnologia e Gestão a crianças com mobilidade reduzida.

   O prémio foi entregue por Carlos André, presidente da Assembleia Municipal de Leiria, a Paulo Mateus, em representação do Chefe do Estado-Maior da Força Aérea, general, José António de Magalhães Araújo Pinheiro.

   Na área dos Media, foram distinguidos os trabalhos de Alexandra Borges, jornalista da TVI, com a reportagem “Nas asas do desejo”; os jornalistas da TSF Ana Catarina Reis e Luís Borges, com a reportagem “Vermelho da cor do céu ”; e o documentário “Gesto”, produzido por Fernando Centeio e realizado por António Borges Correia. Os prémios foram entregues por Raul Castro, presidente da Câmara Municipal de Leiria.

   Luís Paulo Reis, professor da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto foi o distinguido na categoria de Investigação Aplicada, com o projecto Intelwheels - Cadeira de Rodas Inteligente com Interface Multi-Modal flexível. Coube ao presidente do Instituto Politécnico de Leiria, Nuno Mangas, a entrega do galardão.

   O Pavilhão da Ciência Viva recebeu o Galardão Boas Práticas de Inclusão no Mundo do Trabalho, das mãos de Maria do Céu Mendes, directora do Centro Regional da Segurança Social de Leiria; e a cantora Paula Teixeira ganhou o Galardão Cultura, Desporto e Lazer, entregue por Maria José Ruivo, presidente da Associação Portuguesa de Deficientes.

   Na área das Acessibilidades foi distinguida a Rodoviária de Lisboa, que recebeu o Galardão das mãos do director do Instituto Nacional de Reabilitação, José Madeira Serôdio. Já o Galardão Mérito Regional foi atribuído ao Centro João Paulo II, em Fátima, representado por Joaquim Guardado, e entregue por Anabela Graça, presidente da Associação de Desenvolvimento de Leiria (Adlei). 

   Brinquedos para Cabo Verde

   Célia Sousa, coordenadora do Centro de Recursos para a Inclusão Digital do Instituto Politécnico de Leiria, anunciou que serão distribuídos cerca de 300 brinquedos adaptados a todas as equipas locais de intervenção precoce da zona Centro e cerca de 50 brinquedos à Associação Operação Criança Feliz em Mindelo, S. Vicente, Cabo Verde, no âmbito da campanha “Mil brinquedos, mil sorrisos”. Neste caso, com o apoio dos Transportes Aéreos de Cabo Verde, que transportaram gratuitamente os primeiros brinquedos adaptados para Cabo Verde.

   Durante a II Gala da Inclusão, foram entregues simbolicamente dois brinquedos adaptados a Fernando Gonçalves, em representação da Associação Operação Criança Feliz, de Cabo Verde, e a José Lopes e Rosa Rocha, subcomissários da Equipa de Coordenação Regional da Zona Centro.

   Célia Sousa aproveitou ainda para apelar às superfícies comerciais para disponibilizarem mais brinquedos com botão de on e off e a preços razoáveis. “Nesta época de crise que se atravessa, podemos certamente marcar a diferença enquanto País, dando assim um passo a caminho de uma verdadeira sociedade inclusiva. Mostrando que em momentos difíceis se podem tomar decisões empreendedoras e inovadoras. Tornando o nosso País pioneiro nesta área”, desafiou.
07-12-2011
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
EDITORIAL
Terrorismo social não, obrigado
Mário Lopes
OPINIÃO
OE 2012: reflexo do momento constituinte que vivemos
Filipe Matias Santos
No tricentenário da morte do beato português Padre José Vaz (1651/1711)
Domingos Soares Rebelo
Para que serve uma juventude partidária?
Micael Sousa
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o