Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
De momento não existem Sondagens activas.
Ver Sondagens Anteriores
Edição Nº 198 Director: Mário Lopes Domingo, 16 de Abril de 2017
De 19 a 29 de abril
Torres Vedras vai ser a “Cidade dos Livros”
  
                 José Mário Branco (Foto: Reinaldo Rodrigues)
Torres Vedras vai ser de novo “Cidade dos Livros”. Nesta iniciativa ir-se-á “fazer da leitura de palavras e imagens um prazer e uma FESTA, estabelecendo pontes entre a arte da escrita e a arte da ilustração, mas também não esquecendo os laços que estas podem estabelecer com a música, o teatro, a performance, o cinema de animação”.

   Explorar-se á “um chão comum de livros”, com um programa de atividades com que se procurará ir ao encontro dos sonhos e das esperanças de pequenos e grandes leitores.
Organizada pela Câmara Municipal de Torres Vedras, esta iniciativa conta com a parceria do Banco de Voluntariado de Torres Vedras, do Centro de Formação de Escolas de Torres Vedras e Lourinhã, da Escola Padre Francisco Soares, da Escola Henriques Nogueira, do Externato de Penafirme, do Académico de Torres Vedras, da Fundação José Saramago e do Planeta Tangerina.

   O programa da iniciativa é o seguinte:

   Até 28/4 | Exposição de ilustração de Catarina Sobral “Cachimbos & Cartas de Amor” | Biblioteca Municipal de Torres Vedras
Numa reflexão subtil sobre a linguagem, o tempo e os afetos, as imagens de Catarina Sobral transportam para um universo muito peculiar, composto por palavras misteriosas e inúmeras cartas de amor, disfarçadas de ilustrações e endereçadas a artistas vários, como James Joyce, Fernando Pessoa, Edouard Manet, Jacques Tati e Charlie Chaplin.

   Até 29/4 | Exposição de desenho e pintura de João Vaz de Carvalho “Lições de Voo” | Fábrica das Histórias – Casa Jaime Umbelino
Nesta exposição João Vaz de Carvalho oferece “Lições de Voo“ para que “nos seja possível, do alto das nuvens da sua exposição, sentirmos que o vento harpa as nossas asas desatadas, fazendo com que elas ganhem uma utilidade poética que nos permite esticar horizontes e descobrir os roteiros do céu, caminhos que nos conduzem aos sonhos maiores, onde moram todos os possíveis impossibilíssimos do mundo”.

   19/4 | 18h | ”Contos para a noite ao cair da tarde” por Ana Manita, Teresa Oliveira, Dulce Soares e Carla Dores | Fábrica das Histórias – Casa Jaime Umbelino
Nesta sessão de leitura e contação de histórias ir-se-á “penetrar na densa floresta das histórias porque a magia faz falta e é sempre bom aventurarmo-nos pelo universo do faz de conta. Lá, nesse reino do “Era uma vez…” acabamos por descobrir que as princesas são sempre bonitas e nunca têm borbulhas, os sapos facilmente se transformam em príncipes e a vida está cheia de encantos. Afinal, as histórias são sempre a melhor forma de acreditarmos no impossível e nos descobrirmos enquanto descobrimos o mundo”.

   20/4 | 21h30 | Exibição dos filmes “A maior flor do mundo” e “Mudar de vida” integrado no ciclo Café com Filmes | Teatro-Cine de Torres Vedras
“A Maior Flor do Mundo”
“E se os adultos tivessem que ler todas as histórias infantis? Seríamos de facto capazes de aprender o que andamos há tanto tempo a ensinar?”.
Curta-metragem de animação baseada no livro “A Maior Flor do Mundo”, de José Saramago.
Espanha, 2007
Realização: Juan Pablo Etcheverry
Género: Animação
Duração: 10 min
Classificação Etária: Maiores de 6 anos
Apoio: Fundação José Saramago

   “Mudar de Vida - José Mário Branco, Vida e Obra”
Desde o Estado Novo aos dias de hoje a voz de José Mário Branco e sua obra resistem. Amado por uns e temido por outros, as suas canções escritas há mais de 40 anos não perderam a atualidade. Ouça-se o protesto levado ao extremo no tema “F.M.I.”, escrito em 79, canção maldita para os portugueses (proibida de ser emitida nas rádios por ordem expressa do autor). Seguindo os passos de Zeca Afonso, faz deste movimento de protesto um dos marcos mais importantes na arte e cultura do século XX, quer pela sua ação quer pelo seu efeito. Um documentário sobre o cantautor portuense que desde os anos 60 tem contribuído para a reinvenção da música portuguesa.
Portugal, 2014
Realização: Nelson Guerreiro e Pedro Fidalgo
Género: Documentário
Duração: 116 min
Classificação Etária: Maiores de 12 anos

   21/4 | 21h30 | Serão de Contos com Miguel Horta e Luís Carmelo | Biblioteca Municipal de Torres Vedras
Um serão de contos é uma oportunidade para saborear palavras e imagens outras, pensamentos na forma de histórias. Que histórias? Contos do arco-da-velha, fábulas do tempo em que os animais falavam, mas também lendas de terras distantes e próximas, mitos antigos do Norte e do Sul, histórias de amor, de ódio, de sonhos e desencontros. Tudo depende dos “ouvidores”: para pequenos, histórias grandes; para os que se acham grandes, histórias curtas, mas filosóficas; para muitos, histórias divertidas e espampanantes; para poucos, histórias intimistas e próximas; para gente madura, histórias cheias de tempo e raízes; para amantes, histórias lentas e mornas. Aí reside o encanto de uma sessão de contos: na relação entre contador e ouvinte, no tempo que a palavra de boca a ouvido permite, na singular cumplicidade do olhar.

   22/4 | 10h – 12h | Performance “Serigrafia de Rua” | Ruas de Torres Vedras entre a Praça Machado Santos e o Largo de Wellington
Uma dupla de artistas do Spontaneous Art Movement - Movimento Espontâneo de Ação Local e Social apresenta um momento performático: com uma bicicleta e uma tela de serigrafia vão circular pelas ruas do centro histórico da cidade de Torres Vedras e vão realizar com os transeuntes uma edição da serigrafia “Palavras e frases de um universo poético” em que as pessoas serão livres de escolher o texto a imprimir.
Produção: Atelier SER - Colectivo de Artistas

   22/4 | 16h | Conto musicado “Histórias do Arco da Velha em noites de lua cheia” | Biblioteca Municipal de Torres Vedras
“Histórias do Arco da Velha em Noites de Lua Cheia” são “enredos das criaturas que habitam o imaginário da noite. São manos papões, feiticeiras e feitiços, medos e tantas surpresas. São histórias feitas para sonhar, para conhecer o imaginário da tradição oral, são personagens que nos fazem recuar ao tempo dos nossos avós e das lendas contadas à volta da lareira.
Histórias para crianças curiosas e intrépidas. Histórias de aventuras maravilhosas que iluminam as noites de luar”.
Produção: O Som do Algodão - Corpo técnico e artístico: Dulce Moreira e Mariana Santos
Inscrições pelo n.º de tlf.: 261 320 747; ou pelo e-mail: bmtv.servico.educativo@cm-tvedras.pt.

   22/4 | 17h30 | Representação musical “Ulisses” | Teatro-Cine de Torres Vedras
Ora penteando ora desarrumando o clássico da Literatura Universal “Ulisses”, os alunos dos 5.º e 7.º anos do Externato de Penafirme executarão a representação desta Epopeia com letra e música originais, resultado de um trabalho interdisciplinar desenvolvido nas aulas de Português, a partir do texto de Maria Alberta Meneres, nas aulas de Educação Musical e nas aulas de Educação Tecnológica, onde foi construído o cenário dinâmico desta representação.
Área: representação musical
Letra: Rodrigo Meireles
Música: Luís Simas
Vídeo: Sara Eustáquio
Cenário: Maria Antónia Guerra
Intérpretes: Alunos do Externato de Penafirme

   23/4 | 16h | Teatro “Plouf” | Teatro-Cine de Torres Vedras
Este espetáculo “conta a história de uma criança durante um dia inteirinho: durante a manhã, a tarde e a noite. Um mergulho para descobrir como se chega a ser muito crescido sem nunca ficar a tocar com a cabeça nas nuvens”.
Espetáculo com uma linguagem abstrata, procurando dar espaço à livre imaginação e ao raciocínio. O cinema de animação, a ilustração, a plástica e o teatro físico, numa simbiose entre o mundo da estética, a poética e o público.
Direção e Texto: Pedro Saraiva
Interpretação: Cátia Lopes
Cenografia: Carla Rosário, André Dias e Pedro Saraiva
Apoio ao Movimento: Ana Ferreira
Música: Daily Misconceptions
Vídeo: Ricardo Blanco
Fotografia de Cena: Hugo Maia
Ilustração e Design: Anabela Dias
Produção: Imaginar do Gigante

   29/4 | 17h30 | Espetáculo “A Branca de Neve e os sete Pães” | Escola Secundária Henriques Nogueira
O universo da farinha e sua relação com o alimento mais antigo, com mais de 6000 anos de presença na vida dos seres humanos, é o desafio para este espetáculo “onde a diversidade dos Pães e a sua plasticidade, resultante da criatividade de cada criador panificador, recriam personagens que, direta ou indiretamente, habitam o imaginário coletivo.
“Branca de Neve e os Sete Pães” parte do conto dos irmãos Grimm e acompanha o imaginário dos moinhos de Quixote e Sancho Pança, as lendas da “Padeira de Aljubarrota” e de “Deu La Deu”.
Espetáculo provocador do imaginário coletivo a partir dos mitos da tradição popular e sua releitura na Arte contemporânea.
Inscrições pelo n.º de tlf.: 261 320 738; ou pelo e-mail: fabricadashistorias@cm-tvedras.pt.

   Fonte: AI|AC|CMTV
16-04-2017
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
A minha candidatura à Câmara Municipal de Alcobaça
Isabel Fonseca
João Matias, Mandatário da Juventude do CDS
Por Carlos Bonifácio
Doença de Parkinson afeta 18 mil portugueses
Dr. Miguel Coelho
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o