Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
O PS merece ter maioria absoluta nas eleições legislativas?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 148 Director: Mário Lopes Domingo, 17 de Fevereiro de 2013
Projetos aprovados traduzem-se em mais de 76 mil euros
Programa Escolher Ciência aprova 11 projetos do IPL para cooperação com ensino secundário
      


Nuno Mangas

   O programa Escolher Ciência, promovido pela Ciência Viva – Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica, aprovou 11 projetos do IP Leiria, que se traduzem em mais de 76 mil euros de financiamento. O “Escolher Ciência: da Escola à Universidade” visa promover a aproximação entre os ensinos secundário e superior, numa perspetiva de partilha de recursos e de estímulo ao prosseguimento de estudos em áreas científicas e tecnológicas.

   O programa dá prioridade a projetos de instituições que privilegiem a formação de parcerias ativas entre escolas e instituições de investigação científica e ensino superior, sob a forma de geminações institucionais; atividades de ensino experimental das ciências realizadas por alunos do ensino superior em estabelecimentos do ensino secundário, nomeadamente em ambiente de laboratório e sala de aula; a partilha e a rentabilização de equipamentos de laboratório e outros recursos já existentes; e ações a realizar por investigadores, enquanto modelos de referência de percurso académico e vocacional, nas escolas do ensino secundário.

   Os 11 projetos apresentados e aprovados seguem o objetivo traçado pelo IP Leiria, de aproximação ao ensino secundário e profissional da região, numa perspetiva de partilha de recursos, desafios e conhecimento, com a formalização, para breve, de uma “rede” inédita de parceria. 

   Nuno Mangas, presidente do IP Leiria, destaca esta componente de partilha que o programa promove, «muito na linha daquilo que o nosso Instituto procura promover na região, uma rede de proximidade entre os diferentes níveis de ensino, uma estrutura de diálogo regular e permanente, que beneficie as instituições, os estudantes e o ensino em geral, tendo vindo ativamente a promover o estreitamento das parcerias e o reforço da cooperação entre todos».

   A Ciência Viva financiou 11 dos 12 projetos apresentados pelo IP Leiria, num total de 76.192,87 euros, que “desenvolvem redes de partilha de conhecimentos e recursos entre instituições, professores e alunos do superior e secundário”, com a duração máxima de dois anos.

   Os projetos são promovidos pelos docentes do IP Leiria, em colaboração com professores do ensino secundário. Oito dos projetos aprovados foram apresentados pela Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTG), dois pelo Centro para o Desenvolvimento Rápido e Sustentado do Produto (CDRsp), e um pela Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar (ESTM).

   “O mar aqui tão perto”, do Grupo de Investigação em Recursos Marinhos (GIRM) da ESTM, pretende contribuir para a formação e cultura científica dos alunos do secundário, e despertar novas vocações, através de atividades laboratoriais, saídas de campo e visitas a laboratórios de I&D, que contribuam para a difusão do conhecimento científico marítimo: ecologia, aquacultura, biotecnologia e tecnologia alimentar.

“Microrganismos também se cultivam”, do Departamento de Engenharia do Ambiente (DEA) da ESTG, pretende assegurar o ensino prático da Microbiologia nas escolas secundárias, possibilitando a realização de atividades laboratoriais relevantes na aprendizagem da Microbiologia e suas aplicações, e contribuindo de outras formas, como por exemplo organizando materiais didáticos que apoiem o ensino experimental da área.

   Do Departamento de Engenharia Civil (DEC) da ESTG, “A física e a química na Engenharia Civil” pretende estimular a experimentação na disciplina de Físico-química, a partir da realização de ensaios laboratoriais sobre materiais utilizados na construção (e a partir das propriedades observadas, perceber como estas ajudam no aumento do conhecimento do meio, e influenciam a qualidade de vida), e realizar palestras em torno da Engenharia Civil, contribuindo para o esclarecimento vocacional dos alunos. 

   Também do DEC, “A Geologia que nos envolve”, tendo em atenção os conteúdos programáticos da disciplina de Biologia-Geologia, pretende dar a conhecer a geologia do meio em que nos encontramos, a partir da observação de afloramentos, colhendo e tratando laboratorialmente materiais geológicos e interpretando a informação resultante, e observando exemplos de ocupação antrópica, de forma a divulgar a Geotecnia e contribuir para o esclarecimento vocacional na área da Engenharia Civil.

   Proveniente do Departamento de Engenharia Eletrotécnica (DEE) da ESTG, “Introdução às ondas eletromagnéticas e modulação AM/FM”, visa possibilitar a professores (nomeadamente da área da Física) e alunos do secundário, o contacto com o mundo das ondas eletromagnéticas numa perspetiva prática, através de ações teóricas e práticas desenvolvidas nas instalações de investigação do IP Leiria, nomeadamente laboratórios, e da realização de palestras com demonstrações nas escolas parceiras, visitas dos alunos às instalações do IP Leiria, e interação com os investigadores.

   “A Robótica como forma de aplicação de conhecimentos e desenvolvimento”, do DEE, promove a divulgação da robótica como uma ferramenta estimulante e interativa, que pode ser utilizada na aprendizagem e aplicação de conhecimentos nas áreas da matemática, física, eletricidade, eletrónica, programação e desenvolvimento do raciocínio. Compreende a elaboração de manuais, guias de montagem, e tutoriais para a realização de experiências e a realização de palestras e workshops de robótica. O “BIon = Biologia + Informática”, apresentado pelo Departamento de Engenharia Informática (DEI) da ESTG, pretende incentivar os estudantes a prosseguir a sua formação na área de ciências e tecnologias, permitindo-lhes compreender hereditariedade e evolução, e esclarecer mitos e factos do “CSI” através de atividades experimentais e reflexão baseada no método científico.

   “FIQUITEC - Da Física e Química à Tecnologia”, do Departamento de Engenharia Mecânica (DEM) da ESTG, pretende estimular o prosseguimento de estudos nas áreas científicas e tecnológicas, em particular da engenharia. Tendo como base os programas de Física e Química do ensino secundário, são propostas atividades a realizar de modo análogo e complementar às ações propostas nos programas destas disciplinas. “O Superior a CiênciaLIZar com o Secundário”, do Departamento de Matemática (DMAT) da ESTG, visa dar continuidade ao trabalho realizado no âmbito do CiênciaLIZar – Centro de Recursos para o Ensino das Ciências do IP Leiria.

   Provenientes do CDRsp, o “Materializa! Da Ideia ao Real” pretende, através da disponibilização de um laboratório móvel, sensibilizar para a ciência e tecnologia, para o empreendedorismo, e criação e disponibilização de novos produtos, recorrendo a tecnologias de baixo custo e integrando diferentes intervenientes das instituições de ensino envolvidas; e “O CORPO - Biónico, Movimento e Imagem Médica”, um projeto de ensino e divulgação, consiste no desenvolvimento de uma exposição sobre o corpo humano, com o objetivo de promover a aprendizagem brincando, experimentando, interagindo e imaginando.

   Fonte: Midlandcom
17-02-2013
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Feira de São Bernardo, Casal Gregório e arranjos exteriores das antigas escolas primárias de Alcobaça
Carlos Bonifácio
Saiba como ganhar dinheiro nas Apostas Desportivas a longo prazo
Por PTAposta
10 cuidados a ter este verão para prevenir infeções nos pés
Dr. Francisco Freitas
Entenda porque a Bettilt é a melhor Casa de Apostas em Portugal
Por Bettilt
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o