Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Lei deve proibir parentes de serem membros do mesmo Governo?
Sim, sempre
Não, critério deve ser a competênca
Não, mas deve haver limites
Não sei / talvez
Edição Nº 218 Director: Mário Lopes Domingo, 13 de Janeiro de 2019
Moção do PS aprovada por unanimidade
Assembleia Municipal da Marinha Grande recusa instalação de mais poluidores no Rio Lis
  
                          Rio Lis
A Assembleia Municipal da Marinha Grande aprovou por unanimidade, no dia 20 de dezembro de 2018, uma moção sobre "Poluição do Rio Lis" apresentada pelo Partido Socialista.

   A moção lembra que “aquando a construção da ETAR - Norte na freguesia do Coimbrão e no limite do nosso Concelho, ficou consagrado, designadamente, o reforço arbóreo das áreas envolventes para minimizar o impacto ambiental de odores que tal equipamento causaria às freguesias de Coimbrão e Vieira de Leiria, bem como das suas estâncias balneares parai do Pedrógão e Praia da Vieira.”

   Contudo, “tal facto nunca se veio a concretizar como, ainda assim, verificamos que recentemente um proprietário de terrenos adjacentes desflorestou o terreno, deu cabo ( de parte) do cordão dunar e, não satisfeito com isso, vedou o terreno com cerca elétrica e está a instalar, ao que dizem os habitantes da vizinhança, cerca de 5 mil vacas em regime intensivo sem que aparentemente se vislumbre qualquer tipo de licenciamento das autoridades do Ministérios da Agricultura ou das Câmaras Municipais de Leiria e Marinha Grande”, refere o comunicado.

   Dado que “aquela zona já está fustigada com custos ambientais decorrentes quer da poluição endémica do rio Lis, quer das vacarias e pecuárias ilegais que por ali proliferam, quer da ETAR-Norte que, não obstante ser um equipamento ambiental, descarrega resíduos orgânicos lá tratados nesse mesmo Rio Lis”, a Assembleia Municipal da Marinha Grande, reunida em 20.12.2018, deliberou “recusar a instalação de quaisquer outros usos poluidores, para além dos que já existem, seja através de equipamentos ou de explorações animais, no leito e vale do Rio Lis, bem como das áreas envolventes à ETAR-Norte ou qualquer outras que já de si são uma sobrecarga ambiental para a nossa região.”

   A Assembleia Municipal da Marinha Grande deliberou ainda solicitar esclarecimentos sobre a situação aqui descrita - aprovações, licenciamentos, autorizações ou qualquer outra, às seguintes entidades públicas: Ministérios da Agricultura e do Ambiente e Câmaras Municipais de Leiria e Marinha Grande.e dar conhecimento desta moção aos grupos parlamentares da Assembleia da República e órgãos de comunicação social nacional e regional.
13-01-2019
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
EDITORIAL
O Governo do descaso
Mário Lopes
OPINIÃO
A Hipoteca do Futuro pelos Foguetes do Presente
Tiago Carrão
O novo Programa Estratégico de Reabilitação Urbano (PERU)
Carlos Bonifácio
Mudar Alcobaça, mas para melhor
Luís Guerra Rosa
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o