Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Quem foi o principal vencedor das eleições para o Parlamento Europeu?
PS
Bloco de Esquerda
PAN
Outro
Edição Nº 126 Director: Mário Lopes Quarta, 13 de Abril de 2011
Opinião
Renovar Portugal – Apostar na Juventude
    


Pedro Pimpão

Estamos numa altura decisiva e altamente crucial para o futuro do nosso país. Dramatismos à parte, a realidade nua e crua evidencia-nos que urge mudar o país e muitos vícios que se encontram instalados em alguns sectores da nossa sociedade.

Mais de três décadas volvidas sob o 25 de Abril, urge avaliar o que correu bem e o que correu mal nesta evolução democrática em Portugal.

Nesse contexto e no que à juventude diz respeito, não podemos escamotear que, nos últimos 16 anos, assistimos a um progressivo abandono a que a governação do Partido Socialista tem votado os jovens portugueses, começando a ver-se fortes sinais de vontade de mudança. Os jovens estão cada vez mais dispostos a fazer parte da solução e fazer parte de uma alternativa ao descalabro a que o socialismo nos conduziu, construindo um Novo Portugal.

   Os nossos jovens constituem a geração mais habilitada de sempre e têm todas as condições para contribuir para a evolução do nosso país a todos os níveis. Sentimos que temos o dever de contribuir para uma sociedade civil mais forte, menos dependente do Estado e menos condicionada por este.

   Nas alturas difíceis, os jovens portugueses sempre se mostraram à altura das exigências e foram sempre capazes de serem agentes da Mudança. Na verdade, foram os jovens que lideraram, nos vários quadrantes políticos, o processo de democratização do nosso país e são agora os jovens que querem promover uma revolução de mentalidades, que possa potencias a renovação de um país que tem que criar as condições necessárias e indispensáveis para que gerações sucessivas possam aqui concretizar os seus projectos de vida, e não se vejam constantemente obrigadas a emigrar.

   Os jovens querem fazer parte de uma nova atitude, promotora de políticas construtivas e úteis, mostrando que a voz dos jovens não pode ser desprezada e que assume um papel importante nas decisões políticas. Tomemos o exemplo do fenómeno evidenciado no protesto de dia 12 de Março deste ano que não pode, de todo, ser ignorado pela classe política. Os jovens querem participar e fazer parte das soluções, já que não fizeram parte do problema.

   Aproxima-se um enorme desafio para o nosso país. Responder ao desafio dos números, apesar de ser apelidado por muitos como impossível, não será o mais difícil. Esse desafio será resolvido com as impopulares e incontornáveis medidas de austeridade. O mais complicado é resolver a crise social, que se espelha na taxa de desemprego. Em especial o desemprego entre os 15 e 34 anos que quase atinge os 50%. Por isso, entendemos que é fundamental envolver os jovens neste desafio, desde logo, porque são estes que mais sofrem neste momento de especiais dificuldades.

   Para além das já referidas crise económica e crise social, existe igualmente uma preocupante crise de valores. Trata-se de uma crise que não é nova, mas tem ganho voz e tem sido denunciada por algumas personalidades da nossa sociedade, que vão influenciando um eleitorado abstencionista ou que vota em branco ou nulo. Tem que se construir em Portugal uma verdadeira alternativa ao tipo de política que se tem assistido nos últimos 16 anos de governação socialista, a uma governação de mentira, dissimulação e ilusionismo. 

   Os jovens compõem uma camada populacional que tem uma extraordinária capacidade de mobilização e capacidade de acção. 

   Nos momentos mais difíceis do país, os jovens foram os intérpretes e agentes da Mudança. Porque Portugal precisa de mudar de vida, estamos empenhados em fazer parte dos novos ventos que trarão as soluções que o país precisa. 

   Leiria, 11 de Abril de 2011
   Pedro Pimpão
pedropimpao@gmail.com
13-04-2011
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
A crise política
António Carmo
Renovar Portugal – Apostar na Juventude
Pedro Pimpão
Tempo de escolhas
Francisco Louçã
Tempo de exigência
Filipe Matias Santos
Eleições
José Peixoto
Os cortes do financiamento público ao Externato Cooperativo da Benedita
Pedro Guerra
Eleições antecipadas: uma oportunidade de mudança
Ricardo Miguel
Adotas ou não adoptas o novo acordo?
Luís Reis
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o