Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
O coronavírus COVID-19 vai tornar-se um problema grave em Portugal?
Sim
Não
Não sei/talvez
Edição Nº 230 Director: Mário Lopes Terça, 10 de Março de 2020
Maestro Victorino D’Almeida “ensaia” abertura do Música em Leiria e antecipa espetáculo de Chainho e Rão Kyao
“Ensaio sobre a surdez” antecede espetáculo de abertura do 38.º FML no dia 20 de março
   
                         Maestro António Victorino D’Almeida
O maestro António Victorino D’Almeida vai apresentar o seu novo livro “Ensaio sobre a surdez”, na Biblioteca José Saramago, no campus 2 do Politécnico de Leiria, às 15h30 do dia 20 de março, numa iniciativa desenvolvida em parceria pelo Orfeão de Leiria e pelo Politécnico de Leiria, antecipando o espetáculo gratuito de abertura do 38.º Festival Música em Leiria (FML), que terá lugar no Mosteiro da Batalha, no mesmo dia, protagonizado por António Chaínho e por Rão Kyao, às 21h30. A 38.ª edição do festival de música mais antigo do País, a decorrer sem interrupções, leva 23 espetáculos de música clássica, folk, jazz e dança, a 12 concelhos da região Centro do País.

   A cerimónia de apresentação do livro “Ensaio sobre a surdez” segue o mote “A boa música é para ser ouvida – hoje e sempre” e contará com um momento musical com o tema “Improviso – um percurso meditativo desde a música mais popular, ao extremo da complexidade”. Sobre o livro, António Victorino D’Almeida escreve: «Sempre defendi que a análise da música – e de todas as artes, aliás…–, por mais minuciosa que se deseje, deve sempre, antes do mais, preservar a vida dessa mesma música, fazendo-a escutar no seu todo. Essa análise global será obviamente menos pormenorizada, mas tem a incomparável vantagem de lidar com um organismo vivo, capaz até de gerar novas vidas… Este é o princípio condutor do meu recente livro».

   Por sua vez, o espetáculo de abertura da 38.ª edição do FML, que pela primeira vez decorre fora da cidade com a qual partilha o nome, junta a guitarra portuguesa de António Chainho e a flauta de Rão Kyao, promovendo o cruzamento de estilos musicais, como já vem sendo apanágio do evento. O Mosteiro da Batalha eleva a outro patamar a diversidade cultural deste concerto que celebra a fusão entre a música popular portuguesa e o fado, e no qual não faltarão momentos de improviso e uma boa dose de experimentação, celebrando o jazz como elemento comum aos dois músicos.

    Fonte: Midlandcom
10-03-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Aprender a viver com o coronavírus
Mário Lopes
As doenças raras em Portugal e o papel da Medicina Interna
Dr. Paulo Castro Chaves
Em Portugal, ser raro… não é raro
Dr. Joaquim Brites
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o