Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Como classifica o nível da pandemia em Portugal?
Normal que haja surtos pontuais
Anormal e a culpa é do Governo
Anormal e a culpa é do comportamento das pessoas
Não sei
Edição Nº 233 Director: Mário Lopes Quinta, 11 de Junho de 2020
Institutos Politécnicos de Tomar, Castelo-Branco, Guarda e Portalegre
Politécnicos do Centro organizam maratona tecnológica “Transição Digital para o Bem”
   
Susana Domingos, docente do Instituto Politécnico de Tomar
Os Institutos Politécnicos de Tomar, Castelo-Branco, Guarda e Portalegre com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian organizaram a 4ª edição totalmente à distância do Projeto CityHack - Isto é Transição Digital para o Bem.

   O CityHack 2020 é um evento sob a forma de uma maratona tecnológica, realizada totalmente à distância, que decorreu nos dias 30 e 31 de maio, com a duração de 24 horas, e que teve como objetivo global o desenvolvimento de soluções tecnológicas para as cidades e a melhoria da qualidade de vida das suas populações. A edição de 2020 foi especificamente dedicada ao tema da Transição Digital para o Bem.

  O evento foi superiormente apoiado pela Fundação Calouste Gulbenkian, no âmbito do projeto Hack for Good inserido no programa Gulbenkian de Coesão e Integração Social. Os alunos do Mestrado em Engenharia Informática - IoT do Instituto Politécnico de Tomar tiveram um papel primordial, e absolutamente essencial, na realização do CityHack 2020. Foi graças ao seu entusiasmo e competência que, em apenas um mês e meio, se conseguiu transformar uma edição prevista de 'presencial' para 'digital'.

  A adesão de participantes à edição de 2020 do CityHack contou com um enorme sucesso, estando inscritas, à data de fecho das inscrições, 27 equipas que contabilizaram um total de 128 participantes. Estes números representam um aumento de 93% do número de equipas e de 80% do número de participantes em relação à edição de 2019.

   Realça-se ainda a participação de equipas internacionais oriundas da Alemanha, da Ucrânia e do Brasil. Recorda-se que as equipas eram constituídas por 3 a 5 alunos de Universidades e Institutos Politécnicos, em que pelo menos dois eram obrigatoriamente oriundos de áreas tecnológicas. Estiveram representadas mais de 20 instituições diferentes, tanto nacionais como internacionais. Cada equipa poderia ainda incluir até dois elementos que não frequentassem o ensino superior.

    Para facilitar a organização da primeira votação, as equipas foram associadas, segundo a sua vontade, a cada um dos politécnicos organizadores. Esta primeira votação foi realizada pelos peritos convidados para mentorar as equipas, tendo resultado na escolha de 8 finalistas, para a discussão do primeiro prémio. As soluções de projeto apresentadas por grande parte das equipas obedecem ao conceito de gamificação, do inglês gamification, que consiste na utilização de mecânicas e dinâmicas de jogos para envolver pessoas, resolver problemas e melhorar a aprendizagem, motivando ações e comportamentos socialmente valorosos em ambientes fora do contexto de jogo. A situação atual de pandemia por COVID19 também não foi esquecida, tendo havido várias propostas com o intuito de ajudar a combater a propagação da doença.

   O júri, responsável por selecionar os vencedores finais, foi constituído pela presidente da Câmara Municipal de Tomar Anabela Freitas, pela presidente da Câmara Municipal de Portalegre Adelaide Teixeira, pela vereadora da Câmara Municipal da Guarda Cecília Amaro, pelo presidente do Instituto Politécnico de Tomar, João Coroado, pelo presidente do Instituto Politécnico de Portalegre, Albano Silva, pelo presidente do Instituto Politécnico da Guarda, Joaquim Brigas, pelo diretor de Marketing e Inovação da Compta, Luís Curvelo, e pelo diretor do Programa da Gulbenkian para a Coesão e Integração Social, Luís Jerónimo.

   A equipa FWD: composta por alunos do Instituto Superior Técnico e da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, venceu a edição 2020 do CityHack, recebendo um prémio no valor de 2000 euros. Esta equipa propôs o projeto "Welcome to Portugal - ChatBot" que visa implementar um robot de chat para ajudar migrantes na chegada a Portugal, explicando de forma simplificada o processo burocrático e promovendo a integração social através da realização de atividades associadas à cultura portuguesa.

   Com o objetivo de alcançar e envolver um grupo grande e eclético de participantes, o CityHack 2020 incluiu ainda diversas atividades paralelas, destacando-se dois mini-torneios de E-sports - League of Legends (LoL) e CS:GO Wingman (2vs2) - e um quiz online que tinha por finalidade aumentar os conhecimentos sobre as regiões dos Institutos Politécnicos responsáveis pela organização.

  No dia 30 de maio à tarde realizaram-se duas palestras à distância, com uma elevada taxa de participação, proferidas por dois especialistas nacionais na área do empreendedorismo e das cidades. A primeira palestra sobre empreendedorismo foi apresentada pela empreendedora Portuguesa Romana Ibrahim eleita "Founder of the Year 2018" pela Portuguese Women in Tech. Seguiu-se a apresentação do Professor João Armando Gonçalves do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra que abordou o tema das cidades do futuro.

    Mais informações: https://www.facebook.com/WeAreCityHack
11-06-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Relatório de Gestão e Documentos de Prestação de Contas de Alcobaça
César Santos
A PPP Terra de Paixão
Eduardo Nogueira
Desafios dos Oceanos
Luís Guerra Rosa
Dever de informar
Carlos Bonifácio
Carta Aberta do presidente da Câmara Municipal da Azambuja
Luís de Sousa
Mensagem por ocasião da retoma das celebrações comunitárias da Santa Missa
Cardeal António Marto
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o