Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
A Linha do Oeste deve ser requalificada?
Até Caldas da Rainha
Até Leiria
Em toda a extensão
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 210 Director: Mário Lopes Segunda, 4 de Junho de 2018
Alcobaça
Bom Dia Cerâmica proporciona reaproximação entre o património industrial e a comunidade
  
  Cerâmica é um setor histórico da economia alcobacense
A 2ª edição do Bom Dia Cerâmica transformou, este fim de semana de 1 a 3 de junho, o Mercado Municipal de Alcobaça num polo de intenso debate em torno das questões essenciais e atuais relacionadas com a atividade da cerâmica. Organizada e promovida pelo Município de Alcobaça, a iniciativa procurou proporcionar uma reaproximação entre o histórico setor e a comunidade, através de mesas-redondas, projeções de filmes, exposições artísticas, momentos de lazer, exposições de cerâmica artística, oficinas e demonstrações de “cerâmica viva”.

   Apesar do ressurgimento da sua pujança económica, o setor tem-se deparado com a falta de novos quadros especializados nas diferentes vertentes da cerâmica cuja formação é forçosamente morosa e gradual. “O Município de Alcobaça tem feito um trabalho de sensibilização particularmente vocacionado para comunidade escolar, com a realização de visitas de estudo às fábricas, workshops no Museu Raul da Bernarda, entre outros, de modo criar nas crianças e nos jovens um sentimento de pertença e de ligação ao património do concelho. Se desde cedo incutirmos o gosto pela cerâmica aos mais jovens, maior probabilidade haverá de estes se tornarem a futura mão-de-obra qualificada das nossas fábricas”, afirmou a Vereadora da Cultura Inês Silva.

   Presente na sessão inaugural, Célia Fernandes, vereadora da Câmara de Mafra e presidente da recém-criada Associação Portuguesa de Vilas e Cidades Cerâmicas – da qual o Município de Alcobaça é membro fundador – abordou a “importância da associação na perspetiva de cativação de fundos importantes para um necessário nvestimento na formação de novos ceramistas. É um trabalho que deve ser realizado em rede e com apoio de todos os associados.”

   Inês Silva acrescentou ainda que “a autarquia está também a trabalhar a cerâmica na ótica do turismo com o recente Percurso Camoniano que cruza dois patrimónios alcobacenses: a cerâmica e o amor imortal de Pedro e Inês. O Turismo pode e deve ser dinamizado pelo Município com estas iniciativas, mas são também os munícipes, os alcobacenses que devem proteger, valorizar e investir no seu próprio património. São eles a peça central de toda adinâmica de valorização do património do concelho de Alcobaça. Iniciativas como o Bom Dia Cerâmica representam o contributo do Município para essa causa.”

   O evento incluiu também o II Encontro Nacional de Cerâmica em Alcobaça que estabeleceu uma reflexão sobre a realidade inerente ao património material e imaterial da cerâmica com a participação de investigadores, artistas, industriais e empresários. O Bom Dia Cerâmica foi originalmente promovido em Faenza (Itália), tendo sido alargado a Portugal, por iniciativa da Associação Portuguesa de Cidades e Vilas de Cerâmica (AptCC).

   Fonte: GRPP|CMA
04-06-2018
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
De que matéria se faz esta cidade?
Jorge Mangorrinha
A Guida fugiu com um rapazola ou o pé da Luizinha Carneiro
Fleming de Oliveira
Peso das mochilas não provoca escoliose
Dr. Nuno Neves
Explosão tecnológica abre a porta à inteligência artificial
Joaquim Vitorino
Não se esforce em demasia: dores nos pés podem ser sinal de fasceíte plantar
Drª Fátima Carvalho
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o