Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
O Estado deve deixar de financiar escolas privadas e cooperativas?
Sim
Não
Só escolas privadas
Não sei / talvez
Edição Nº 183 Director: Mário Lopes Domingo, 17 de Janeiro de 2016
ClimAdaPT.Local
Leiria debate estratégia de adaptação às alterações climáticas
   “A participação de Leiria no ClimAdaPT.Local é fundamental para nos ajudar a avaliar as vulnerabilidades locais bem como o respetivo potencial de adaptação face às alterações climáticas”, sublinhou esta quarta-feira, 13 de janeiro, o presidente da Câmara de Leiria, Raul Castro na abertura do workshop que visou recolher contributos para a Estratégia Municipal de Adaptação às Alterações Climáticas.

   A iniciativa incluiu apresentações e mesas de debate, contando com a participação de técnicos autárquicos responsáveis pela identificação das vulnerabilidades locais às alterações climáticas, além de representantes do executivo municipal e das entidades parceiras do projeto.

   “Em Leiria sabemos que o desenvolvimento sustentável só pode ser garantido com medidas profundas e estruturantes. Como tal, há cerca de um ano decidimos fazer parte dos 26 municípios portugueses que assinaram um protocolo no âmbito do projeto ClimaAdaPT.Local, coordenado pela Fundação da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa”, contextualizou ainda o autarca.

   O projeto ClimAdaPT.Local é coordenado pela Fundação da faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, sendo financiado pelo mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu e pelo Fundo Português de Carbono.

   De acordo com a Estratégia Europeia e com a Estratégia Nacional de Adaptação às Alterações Climáticas, o projeto ClimAdaPT.Local define-se por cinco grandes objetivos, nomeadamente: promoção e disponibilização de conhecimento local sobre o projeto; Criação de uma comunidade de agentes municipais sensibilizados para o tema e capacitados para utilizar ferramentas de apoio à decisão em adaptação; redução de barreiras e constrangimentos ao envolvimento de agentes locais em processo de adaptação às alterações climáticas; integração da adaptação nos processos de planeamento e decisão dos agentes municipais e sectoriais e, definição de medidas de adaptação das alterações climáticas a nível local.

   Fonte: GRPG|CML
17-01-2016
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Precisamos de uma Europa atenta, preocupada e consciente do seu dever e papel na resolução dos problemas globais
Ana Paula Laborinho
Balanço do Mandato Autárquico em Alcobaça 2013/2017
Carlos Bonifácio
Este Natal, não fui a tua casa
Inês Silva
A incrível magia tecnológica humana
Joaquim Vitorino
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o