Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Quem vai vencer as eleições presidenciais no Brasil?
Jair Bolsonaro
Fernando Haddad
Edição Nº 213 Director: Mário Lopes Terça, 18 de Setembro de 2018
No 1º Semestre de 2018
Câmara da Batalha aumenta o investimento
em 13% face a 2017
  
Paulo Batista Santos acompanhando uma das obras em curso
A Câmara Municipal da Batalha na execução financeira relativa ao 1º Semestre de 2018 apresenta uma situação financeira muito favorável, cujos principais indicadores revelam uma evolução positiva, com exceção da autonomia financeira, que ainda assim apresenta um valor acima dos 70%. Por exemplo, o indicador de “liquidez geral” passou de 2,54 (31/12/2017) para 3,07 em 30/06/2018, valor este que atesta a boa capacidade financeira do município.

   No 1º semestre de 2018, as despesas comprometidas totalizaram 15.993.430,27 euros, (correspondentes a 86,8% do orçamento de despesa), valor este que compara com 14.183.520,63 euros do primeiro semestre de 2017. Em termos de despesa paga, no 1º semestre de 2018, atingiu o valor de 7.247.624,04 euros (equivalente a 39,3% do orçamento), e que compara com 5.592.384,93 euros do 1º semestre de 2017. Desta forma, é visível um aumento de 12,8% no investimento realizado em 2018 pela Câmara da Batalha, face a igual período de 2017.

   Aumento do investimento justifica-se fundamentalmente, na rúbrica “Aquisição de bens de capital”, facto este que não será alheio aos investimentos que o Município da Batalha tem em curso, como são os casos da remodelação da Escola Sede do Agrupamentos de Escolas da Batalha, do Edifício para rede europeia de investigadores e universidade sénior, ampliação da rede de saneamento nas freguesias da Golpilheira e Batalha, requalificação da rede viária em São Mamede e Reguengo do Fetal, de entre outros.

   No quadro síntese de indicadores revela a situação descrita:
Quadro Síntese – indicadores financeiros /investimento realizado



   Os meios libertos do 1º semestre ascendem a mais de 900 mil euros, com tendência para aumentar, tendo em conta que o valor dos proveitos diferidos aumentou cerca de 1,782 milhões de euros, e está relacionado com o reembolso de despesas de investimento realizada ao abrigo dos programas comunitários.

   De acordo com a informação contabilística a 30 de junho de 2018, também a dívida total do município mantém-se a níveis reduzidos, em cerca de 2 milhões de euros e que engloba os empréstimos antigos, valor que cumpre o limite legal, dispondo ainda o Município de uma margem positiva de endividamento de cerca 12,8 milhões de euros.

   Tal como consta do recente Relatório do Conselho das Finanças Públicas (CFP) sobre a Execução orçamental da Administração Local no 1.º semestre de 2018, a Câmara Municipal da Batalha não regista qualquer pagamento em atraso desde o início do ano.

   “O nosso objetivo é manter uma política de rigor nas contas municipais, com impostos locais baixos e que favoreçam as famílias e empresas locais, sem ignorar que estamos numa fase de forte investimento com apoio dos fundos europeus, opção realizada de forma responsável e sem comprometer o equilíbrio das contas municipais”, sublinhou o presidente da autarquia, Paulo Batista Santos.

   A informação financeira do 1º semestre de 2018 foi reportada à Direcção-Geral das Autarquias Locais (DGAL) e será objeto de análise por parte dos órgãos municipais.

   Fonte: MB
18-09-2018
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Feira de Santa Iria: que futuro?
Tiago Carrão
Estado da limpeza dos contentores e do Mercado Semanal de Alcobaça
Carlos Bonifácio
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o