Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Leiria tem condições para ser Capital Europeia da Cultura?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 211 Director: Mário Lopes Quinta, 2 de Agosto de 2018
102 novas vagas destinam à área de Saúde Mental
Lisboa e Vale do Tejo anuncia mais 254 lugares nos Cuidados Continuados até final do ano
  
Luís Pisco, presidente da ARS LVT
Na sequência da notícia divulgada no dia 1 de agosto sobre alegadas pressões exercidas nos hospitais para não referenciação de utentes para unidade de Cuidados Continuados, a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT) anuncia que vai continuar a abrir novos lugares em Cuidados Continuados Integrados (CCI) e reafirma o seu compromisso com a população que serve, no sentido de permitir o acesso de todos os utentes com necessidades de cuidados de saúde e de apoio social de forma continuada e integrada.

   Neste sentido, tem-se apostado no reforço dos CCI na Região, o que se traduziu na abertura, já em 2018, de 76 novas camas de cuidados continuados nas várias tipologias (longa duração, média duração e convalescença), prevendo-se a abertura de mais 254 lugares até ao final do ano, sendo 102 novas vagas de Saúde Mental. De facto, ainda no ano passado foram criados os Cuidados Continuados Integrados de Saúde Mental, o que permitiu alargar a área de intervenção às pessoas com problemas do foro mental.

   Em suma, neste momento a ARSLVT disponibiliza 2.349 camas de cuidados continuados integrados, das quais 106 lugares de Saúde Mental. Este valor corresponde a um aumento de 3,3% face a 2017 e que até ao final do ano será de + 14,5%, o que manifestamente comprova o trabalho desenvolvido para dar resposta às necessidades dos cidadãos em lista de espera/inscritos na Rede de CCI. Esse trabalho inclui contactos permanentes com entidades diversas para que se possa aumentar a oferta, considerando a crescente procura.

   Também têm sido efetuadas diversas ações junto de hospitais e respetivos profissionais de saúde, fomentando as boas práticas de referenciação e promovendo as mais-valias da Rede Nacional de Cuidados Continuados Integrados (RNCCI). Reforçando os canais de comunicação existentes entre os recursos humanos diretamente envolvidos, é incentivado o encaminhamento dos utentes sempre que existam critérios conforme regulamentação em vigor, estimando-se que esta atividade teve impacto positivo no aumento o número de referenciações: + 18,9% no 1º semestre de 2018 face ao período homólogo de 2017.

   Ao nível dos cuidados continuados domiciliários, nos casos com indicação clínica para tal, tem sido intensamente promovida a prestação de cuidados em casa do doente como alternativa ao internamento. Atualmente a Região possui 2.072 lugares de cuidados domiciliários integrados, envolvendo 59 equipas domiciliárias.

   O objetivo de aumento de lugares domiciliários tem exigido o reforço de profissionais e de recursos materiais, criando equipas em áreas atualmente não cobertas, aumentando os horários de atendimento e promovendo o estabelecimento de parcerias com diversas entidades existentes na comunidade. A dotação das equipas domiciliárias com as condições necessárias para responderem às necessidades das suas populações-alvo vai continuar a permitir ao aumento do número de utentes beneficiários de cuidados de proximidade, estes que são um dos principais focos da estratégia da ARS na área de cuidados continuados.

   Fonte: ARS|LVT
02-08-2018
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Pela Conclusão da IC3/A13
Tiago Carrão
Posição do CDS sobre os documentos previsionais do Municipio de Alcobaça para 2019
Carlos Bonifácio
A vacinação reduz o número de casos e de mortes por pneumonia
Dr. Vasco Barreto
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o