Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Concorda com a exploração de lítio em Portugal?
Sim
Não
Não sei/talvez
Edição Nº 226 Director: Mário Lopes Domingo, 27 de Outubro de 2019
Almeida, Belmonte, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Idanha-a-Velha, Linhares da Beira, Marialva, Monsanto, Piódão, Sortelha e Trancoso
Grande Rota das Aldeias Históricas de Portugal conquista selo europeu Leading Quality Trails
       
    Aldeias Históricas de Portugal: 1 Destino que são 12
A Grande Rota das Aldeias Históricas de Portugal (GR22) acaba de receber o selo "Leading Quality Trails - Best of Europe", em Châtenois, França, pela European Ramblers Association (Associação Europeia de Caminhada). Uma certificação que destaca os melhores destinos de caminhada na Europa, através de critérios como a sustentabilidade, o nível de experiência proporcionado ao utilizador, a qualidade do seu traçado e a sua riqueza cultural e natural.

    Portugal tem a maior rota europeia para caminhadas com selo Leading Quality Trails - Best of Europe: é a Grande Rota das Aldeias Históricas de Portugal (GR22), que foi na noite desta quinta-feira, dia 24 de outubro, distinguida com esta certificação em Châtenois, França, pela European Ramblers Association (Associação Europeia de Caminhada).

    A European Ramblers Association é uma associação que certifica os melhores destinos de caminhada na Europa, segundo critérios como a sustentabilidade, o nível de experiência proporcionado ao utilizador, a qualidade do seu traçado e a sua riqueza cultural e natural. Trata-se, assim, de um projeto que está em linha com o compromisso de sustentabilidade e locomoção suave das Aldeias Históricas de Portugal que, recentemente, receberam o certificado Biosphere Destination – o primeiro destino em rede, a nível mundial, e o primeiro a nível nacional a ganhar esta distinção. Por outro lado, a atribuição do selo Leading Quality Trails - Best of Europe é o reconhecimento da extensa oferta em História, cultura, património e natureza da GR22.

   A GR22 liga as 12 Aldeias Históricas de Portugal em mais de 600 km de extensão, num percurso circular, que envolve alguns dos mais belos parques naturais e reservas de Portugal, classificadas como Património Mundial da Unesco: o Parque Natural do Douro Internacional e Parque Arqueológico do Vale do Côa, o Parque Natural do Tejo Internacional, e o Parque Natural da Serra da Estrela, cuja candidatura a Geopark Mundial foi recentemente aprovada pela Unesco. Além destes territórios Unesco, a GR22 integra ainda outros parques e reservas naturais, como a Paisagem Protegida da Serra do Açor, a Reserva Natural da Serra da Malcata, a Área Protegida Privada da Faia Brava e a Paisagem Protegida da Serra da Gardunha.

   Recorda-se, ainda, que a GR22 é também um importante recurso de interpretação do território, centrado na lógica de rede que liga as 12 Aldeias Históricas de Portugal e que envolve cerca de 104 localidades e 20 municípios: os 10 que integram a Rede (Almeida, Arganil, Belmonte, Celorico, Figueira de Castelo Rodrigo, Fundão, Idanha-a-Nova, Mêda, Sabugal e Trancoso) e ainda os municípios da Guarda, Castelo Branco, Covilhã, Fornos de Algodres, Gouveia, Manteigas, Pampilhosa da Serra, Penamacor, Pinhel e Seia. Deste modo, a GR22 tem um papel preponderante no impulso da economia do território.

   A atribuição do selo Leading Quality Trails - Best of Europe à GR22 é o culminar de cerca de dois anos de trabalho na adequação da rota com os requisitos da certificação, nomeadamente no que se refere à sinalética interpretativa, informativa e de orientação; a adequação do traçado, com privilégio para a passagem por localidades com pontos de interesse relevantes e oferta de serviços; a renovação da comunicação e a implementação de um sistema de monitorização combinado (projeto de introdução de contadores de passagem, que se encontra neste momento em fase de teste).

   Efetivamente, foi concluído um projeto de instalação de sinalização nos principais eixos viários: autoestradas, Itinerários Principais (IP’s) e Itinerários Complementares (IC’s). Segue-se agora a intervenção ao nível das estradas nacionais (EN) e estradas municipais (EM) que, inclusivamente, prevê a sinalização dos itinerários mais cómodos e que ofereçam melhor segurança.

    Por outro lado, com o objetivo de dar a conhecer os vários percursos e pontos de interesse turístico nas 12 aldeias, as sinaléticas de tipo direcional, interpretativa e informativa também serão alvo de melhoria. De facto, a Associação Aldeias Históricas de Portugal desenvolveu um layout específico, criado em articulação com os municípios e a Direção Regional da Cultura do Centro. A sinalética já incorpora informação em braille e Qrcode, que reportarão para o website das Aldeias Históricas de Portugal, de modo a que diferentes nacionalidades possam ter acesso a informação detalhada e variada sobre o território.

   A sinalização pedestre, que envolve os 16 percursos de pequena rota e a Grande Rota 22 (GR22) que existem no território das Aldeias Históricas de Portugal, foi também reforçada.

   Finalmente, esta certificação é uma excelente oportunidade para a internacionalização no mercado do Norte da Europa, uma vez que a European Ramblers Association tem génese na Alemanha, um dos principais mercados emissores no turismo ativo para a área das caminhadas.

   A Associação de Desenvolvimento Turístico Aldeias Históricas de Portugal conta com o apoio do Centro 2020, Portugal 2020 e Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, através do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos (PROVERE).

   Sobre a Rede das Aldeias Históricas de Portugal:

    Perdidas entre montes e vales da verdejante paisagem do interior de Portugal, repletas de lendas e castelos, sabores e tradições, há 12 singelas aldeias onde apetece perdermo-nos, para nunca mais nos encontrarmos. Almeida, Belmonte, Castelo Mendo, Castelo Novo, Castelo Rodrigo, Idanha-a-Velha, Linhares da Beira, Marialva, Monsanto, Piódão, Sortelha e Trancoso: as Aldeias Históricas de Portugal, um destino que são 12, são paraísos escondidos que nos levam numa viagem ao tempo de reis e rainhas, épicas e infinitas batalhas que escreveram a História como a conhecemos hoje.

   Viajar até às Aldeias Históricas de Portugal é, assim, descobrir a História de um país de temerários conquistadores, através das pedras das suas calçadas e das suas frondosas muralhas e castelos, orgulhosa e imponentemente erguidos. É, ainda, a garantia de momentos inesquecíveis de lazer, aventura e descoberta, temperados com os inigualáveis aromas e sabores da região, que compõem a sua típica gastronomia.

   No território das Aldeias Históricas de Portugal há um sem fim de trilhos para caminhadas e percursos de bicicleta e BTT – como a Grande Rota 22 (GR), a maior rota de Walking & Cycling em Portugal, com cerca de 600 km.

   Aldeias Históricas de Portugal: 1 Destino que são 12.

 
    Fonte: TCP e AdC
27-10-2019
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
O POOC e os excessos de alarmismo!!
Carlos Bonifácio
Ex-fumadores: vencedores incontestáveis
Dr. Alfredo Martins
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o