Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
Leiria tem condições para ser Capital Europeia da Cultura?
Sim
Não
Não sei / talvez
Edição Nº 210 Director: Mário Lopes Segunda, 14 de Maio de 2018
António Marques apresentou a “Triste Vida a de Moisés Jacinto”
Escritor do Bombarral publica primeiro livro
aos 93 anos
  
            António Marques com o edil Ricardo Fernandes
O bombarralense António Marques apresentou, aos 93 anos, o seu primeiro romance, intitulado “Triste Vida a de Moisés Jacinto”.

   A apresentação teve lugar no sábado, dia 5 de maio de 2018, no Auditório Municipal do Bombarral, e ocorreu perante uma plateia composta por familiares e muitos amigos do autor, que não quiseram deixar de marcar presença neste momento tão especial.

   Ao presidente da Câmara Municipal do Bombarral, Ricardo Fernandes, coube fazer a abertura da sessão, tendo afirmado ser uma “enorme honra e um prazer imenso presenciar a apresentação pública da obra do senhor António Marques”.

   Sublinhando a importância do momento, o autarca frisou que “este é um acontecimento que não acontece a todos”. “Como dizia o poeta, um homem para ser homem tem de plantar uma árvore, ter um filho e escrever um livro”, concluiu.

   Seguiu-se a apresentação do livro pelo neto do autor, Nuno Marques, que de forma emocionada partilhou com todos os presentes o processo de “construção da obra”, recordando algumas das peripécias que foram sucedendo.

  
              Nuno Marques (neto) e António Marques (avô)
Uma das maiores dificuldades foi mesmo usar o computador, ferramenta com a qual o António Marques não estava muito familiarizado, tendo o neto sido chamado diversas vezes para resolver “algumas desavenças” que o autor teve com o equipamento informático.

   Sobre o seu avô, Nuno Marques afirmou tratar-se de “uma pessoa amiga, honesta, trabalhadora, astuta e observadora, como está demonstrado em muitas passagens do livro, que são fruto das suas vivências”.

   Embora seja uma história ficcionada, esta é baseada em várias situações verídicas, como frisou António Marques, acrescentando Nuno Marques que o livro espelha a linguagem do seu avô e é o reflexo dos seus pensamentos.

   Trata-se de “uma narrativa divertida de se ler, mas com um enredo muito complexo, que nos obriga a uma atenção redobrada para não nos perdermos na história”, acrescentou Nuno Marques.

   Outro pormenor interessante do livro, segundo o neto do autor, prende-se com o facto da história “nos levar por diversos pontos de Portugal, chamando à atenção para algumas aldeias pitorescas do nosso país”, assim como por outros pontos do globo, nomeadamente Espanha, Angola e Cabo Verde.

  
  Assistência presente no auditório municipal do Bombarral
Afirmando sentir-se mais confortável a escrever do que a falar, António Marques finalizou a apresentação deixando uma palavra de agradecimento a todos os presentes, referindo que “vou recordar com saudade estes momentos que vamos armazenando na nossa memória”.

   António Marques nasceu no Bombarral, a 29 de outubro de 1925, no seio de uma família dedicada à agricultura.

   Aos onze anos, concluiu a 4ª classe, com distinção, tendo um ano mais tarde (idade autorizada), começado a trabalhar como aprendiz de serralheiro, profissão que exerceu e transmitiu, a vários conterrâneos, até aos seus 75 anos.

   Ao longo de muitos anos foi escrevendo, à mão, vários apontamentos que foram publicados no jornal da sua terra, “Notícias do Bombarral”, e foi aos 87 anos que se interrogou: “E se eu tentasse escrever um romance?”.

   Lançando-se na aventura da escrita, foi aos 93 anos que conseguiu concretizar o seu objectivo.

   Fonte: GAPOM|SRPCI|CMB
14-05-2018
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Pela Conclusão da IC3/A13
Tiago Carrão
Posição do CDS sobre os documentos previsionais do Municipio de Alcobaça para 2019
Carlos Bonifácio
A vacinação reduz o número de casos e de mortes por pneumonia
Dr. Vasco Barreto
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o