Google
Mantenha-se actualizado.
Subscreva a nossa RSS
Twitter Tinta Fresca
De momento não existem Sondagens activas.
Ver Sondagens Anteriores
Edição Nº 232 Director: Mário Lopes Quarta, 13 de Maio de 2020
Na Ortigosa
Município de Leiria declina responsabilidades no abate de árvores no Parque da Lagoa
  
     União de Freguesias decidiu abater
            choupos de grande porte
decidiu proceder ao recente abate de choupos de grande porte Na sequência do recente abate de árvores no Parque da Lagoa na Ortigosa, promovido unicamente pelo Executivo da União de Freguesias do Souto da Carpalhosa e Ortigosa, sem a anuência da Câmara Municipal de Leiria, esclarece que o Parque da Lagoa é propriedade da União de Freguesias do Souto da Carpalhosa e Ortigosa, cabendo ao seu Executivo a responsabilidade exclusiva da sua manutenção e gestão.

   A exemplo de outros parques de natureza e lazer existentes no concelho, e também propriedade de outras Juntas de Freguesia, cabe a essas entidades a responsabilidade exclusiva da gestão, manutenção e administração, zelando assim pelo seu património.

   Terá sido com base em estudos técnicos que a União de Freguesias do Souto da Carpalhosa e Ortigosa decidiu proceder ao recente abate de choupos de grande porte, não tendo o Município de Leiria qualquer intervenção técnica nesses estudos.

   Importa referir que o Município de Leiria efetuou apenas uma avaliação, em 28 de junho de 2019, a 4 choupos, com recurso a um resistógrafo. Essa avaliação não produziu conclusões, uma vez que esta técnica só permite verificar o estado fitossanitário das árvores, praticamente pela base. Por isso, a União de Freguesias foi aconselhada a recorrer a uma entidade especializada para efetuar estudo laboratorial mais cuidado e profundo.

   O Município de Leiria teve conhecimento que foram efetuadas análises laboratoriais a uma amostra de três exemplares. Por prudência, uma vez que seria difícil aferir, com rigor e por via das amostras realizadas, que todos os exemplares estivessem contaminados, deveriam ter sido feitos estudos complementares.
O Município de Leiria desconhece se outros estudos terão sido efetuados e que tenham justificado a decisão unilateral da União de Freguesias do Souto da Carpalhosa e Ortigosa de abater a quase totalidade das árvores do Parque da Lagoa, e por isso sem a consonância do Município.

    Dada a natureza das intervenções realizadas no Parque da Lagoa, nomeadamente as podas radicais realizadas em 2019 e o recente abate, para além da necessidade de se garantir o correto enquadramento técnico e laboratorial deste tipo de decisões, a Câmara Municipal de Leiria entende que deveriam ter sido prestadas informações e esclarecimentos públicos de forma clara, assegurando a participação da população, bem como das associações que tenham por objeto a defesa dos seus interesses.
 
   Fonte: GRPG|CML
13-05-2020
« Voltar

Comentários

Nome:*
Email:*
Comentário:*

* Obrigatório
Ao comentar aceita automaticamente a
política de utilização deste portal.
Para que o seu comentário seja válido deve preencher todos os campos acima indicados como obrigatórios. O email é usado apenas para efeitos de verificação e não será exibido com o comentário. Os comentários deste portal são moderados, pelo que são sujeitos a verificação antes de serem publicados. Não serão aceites comentários de carácter insultuoso, discriminatório, racista ou spam.
Pesquisar
Ed. Anteriores
Contactos
Newsletter
 
Cartas ao Director
Blogue Tinta Fresca
Blogues
Sítios Úteis
 
OPINIÃO
Cuidados a ter com a postura em situação de teletrabalho
Dr. Francisco Oliveira Freitas
A importância do uso racional dos antibióticos
Dr. Ricardo Jorge Silva
Entrar na primavera com bons olhos
Dr. Raúl Sousa
Sugestões de viagem pela nossa região no verão
Por Andrew Balza
 

Projecto Co-Financiado por  Promotor  Desenvolvimento
Acessibilidade [Alt + D seguido de ENTER] D  POS_Conhecimento
FEDER União Europeia
FEDER
Associa��o de Munic�pios do Oeste Makewise - Engenharia de Sistemas de Informa��o